02 janeiro 2015

ATÉ AO FIM DO MUNDO

Autora: MARIA SEMPLE
Editora: TEOREMA

A fama de Bernadette Fox precede-a. No círculo restrito e elitista do design mundial, ela é uma arquiteta revolucionária. Para o marido, um guru da Microsoft, ela é a prodigiosa e atormentada paixão da sua vida. Segundo os vizinhos e conhecidos, ela representa uma afronta e uma ameaça. Mas aos olhos da filha, Bee, ela é, simplesmente, a Mãe. E um dia Bernadette desaparece. Quando todos parecem reagir à sua ausência com diversos graus de alívio, Bee é a única disposta a tudo para a encontrar. Mas a instável e agorafóbica Bernadette não quer ser encontrada e tem meios e inteligência suficientes para se manter incógnita... mesmo que para tal tenha de encetar uma impossível viagem ao fim do mundo. Neste retrato de uma mulher pouco convencional, a autora explora a fragilidade e a inadequação das mentes criativas face à voracidade uniformizadora do mundo moderno. A incómoda Bernadette e a sua família disfuncional são paradigmas das relações humanas do século XXI.

Bee conta a história da mãe, através de e-mails e cartas trocadas entre as personagens que fazem parte desta estória. Bernadette é uma mulher incomum, que se esquiva da sociedade e se isola na sua mansão. Para evitar sair de casa, Bernadette recorre à ajuda da Manjula, uma secretária virtual da Índia (ou pelo menos, assim parece) que, entre outras coisas, a ajuda a preparar uma viagem à Antártida. Assim sendo, além de todo o envolvimento que a estória nos oferece (que vai desde a arquitetura, às novas tecnologias e até ao FBI), este livro ainda traz um bónus, ou seja, fala-nos sobre diversos pormenores a propósito da vida na Antártida.
«Até ao fim do mundo» é um romance suave, que nos vai agarrando a cada página, com uma linguagem direta e simples, adequada a uma leitura de lazer.

Pode comprar o livro aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário