28 dezembro 2014

NA MONTANHA DE HITLER

Autora: IRMGARD A. HUNT
Editora: BIZÂNCIO

Tendo crescido nas imponentes montanhas de Berchtesgaden, a poucos passos de distância do retiro alpino de Hitler, Irmgard Hunt teve uma infância aparentemente feliz e simples. Nas suas memórias poderosas, esclarecedoras e por vezes assustadoras, relata uma infância vivida sob um dirigente diabólico mas persuasivo. Este não é um livro apenas de memórias, é o retrato de uma nação que perdeu a sua bússola moral. É a história perturbadora de uma família e de uma comunidade num período histórico e numa localização que, embora se estejam a tornar rapidamente remotos para nós, assumem, mais do que nunca, uma enorme relevância para a nossa época.

A autora explica que sentiu necessidade de escrever este livro porque acredita que muitos dos factores da vida quotidiana nazi e o sentimento do povo alemão em relação ao nazismo se perderam para sempre na transição de gerações. Este livro, mais do que registar a infância de Irmgard A. Hunt durante o nazismo, faz um retrato da sociedade alemã dessa época, com muitos pormenores observados pela autora, assim como, ajuda a perceber que mudanças ocorreram na sociedade alemã desde o pré ao pós-nazismo.
O que este livro nos oferece, em complemento a todas as obras que vão surgindo sobre a doutrina nazi e a Segunda Guerra Mundial, é a perspectiva das famílias alemãs “que se consideravam morais, honradas e trabalhadoras e cujos adultos esperavam viver vidas decentes e respeitáveis”. Os mesmos que mais quiseram “esquecer o passado quando os anos do nazismo terminaram e quem preferiu não recordar a sua participação no Terceiro Reich”.

Irmgard A. Hunt, emigrada nos Estados Unidos desde 1958, conta neste livro a sua vida, e da família no vale de Berchtesgaden, muito perto de Obersalzberg, onde Hitler decidiu instalar o seu quartel-general. Esta noção de proximidade é responsável pelos momentos mais intensos durante a leitura, não se podendo ficar indiferente ao episódio em que a “pequena” Irmgard A. Hunt conhece Adolf Hitler, e este a senta no colo para uma fotografia.

Pode comprar o livro aqui!

22 dezembro 2014

DECIFRAR A ARTE EM PORTUGAL - ARTE CONTEMPORÂNEA

Autor: PAULO PEREIRA

Os movimentos artísticos do séc. XX. A tensão entre tradicionalismo/ rutura e a tentativa de construção de um mundo novo a tornar o progresso num valor de aproximação à modernidade. Novos suportes de transmissão e circulação de ideias artísticas – fotografia, cinema, vídeo.

Tal como explica Paulo Pereira na introdução, "Os artistas dos séculos XX e XXI possuem quase todos (com raríssimas e geralmente dramáticas exceções) uma história conhecida e registada, quantas vezes ao ritmo dos meses e dos dias... Por outro lado, como se pode dar a ver uma obra em que regimes de produção, o acompanhamento das tendências nacionais e internacionais levaram a inflexões, mudanças de linguagem, alterações de percurso, hesitações; onde fixa, em que período de produção, deste o daquele, a obra-chave? Pois não há obras-chaves. Há trajetos em aberto, outros encerrados pela desaparição dos artistas ou pela desaparição das obras, outros encerrados em testemunhos e memórias. No seio desta coleção, eis portanto o volume mais complicado.". Efetivamente, este livro encerra a coleção 'Decifrar a Arte em Portugal' do historiador Paulo Pereira. "Num total de seis volumes, esta coleção visita a arte em Portugal a partir da seleção de 100 obras marcantes de cada período histórico desmontando e decifrando os seus elementos e significados.".
Quanto a este volume, de facto tem um elevado grau de exigência, que foi superado por Paulo Pereira e que se traduziu num fascinante livro que ajuda qualquer pessoa a conseguir entender melhor o significado das várias obras de arte apresentadas. 

Saiba mais sobre esta coleção aqui!

19 dezembro 2014

A ARTE NO OCIDENTE

Autores: ANA LÍDIA PINTO; FERNANDA MEIRELES & MANUELA CERNADAS CAMBOTAS
Editora: PORTO EDITORA

A Arte no Ocidente apresenta a arte do mundo ocidental nas suas principais etapas evolutivas, desde a Antiguidade Clássica até à atualidade. Aflora, também, a vertente portuguesa possibilitando um entendimento integrado e comparado da arte nacional.
Obra abrangente, já que abarca mais de vinte e cinco séculos de evolução artística, é também específica pois analisa as principais etapas da História da Arquitetura, da Pintura e da Escultura, integrando-as nos seus respetivos contextos históricos e culturais e descrevendo, classificando e interpretando estilos, movimentos, correntes, autores e obras, muitas delas com análises individuais mais aprofundadas.

Segundo as autoras "resultado atual de vários estudos e pesquisas, efetuados ao longo de quase três décadas de lecionação e de elaboração e produção de materiais didáticos para a disciplina de História da Arte e afins, esta obra integra, também, as nossas reflexões pessoais sobre as matérias que a esta área concernem e que aqui partilhamos com o leitor".
Com efeito, este livro é bastante abrangente, uma vez que aborda a arte grega; a arte romana; as artes medievais dos séculos V-XII; a arte gótica; as artes do Renascimento e do Maneirismo; a(s) arte(s) barroca(s); as artes rococó e neoclássica; a arte do século XIX; as grandes ruturas e, claro, as artes na atualidade.
É, indubitavelmente, um documento precioso, tanto pelo excelente conteúdo, como pela forma como foi materializado.
Os estudantes de Belas Artes e os amantes das artes em geral devem ler este livro.

Pode comprar este livro aqui!

18 dezembro 2014

A CHAVE DE SALOMÃO

Autor: JOSÉ RODRIGUES DOS SANTOS
Editora: GRADIVA

O corpo de Frank Bellamy, o director de Tecnologia da CIA, é descoberto no CERN, em Genebra, na altura em que os cientistas procuram o bosão de Higgs, também conhecido por Partícula de Deus. Entre os dedos da vítima é encontrada uma mensagem incriminatória.
Ψ
The Key: Tomás Noronha
A mensagem torna Tomás Noronha o principal suspeito do homicídio. Depressa o historiador português se vê na mira da CIA, que lança assassinos no seu encalço, e percebe que, se quiser sobreviver, terá de deslindar o crime e provar a sua inocência.
Ou morrer a tentar.
Começa assim uma busca que o conduzirá às mais surpreendentes descobertas científicas alguma vez feitas.

Este livro é descrito como uma "empolgante aventura que arrasta o leitor para o perturbador mundo da consciência e da natureza mais profunda do real, José Rodrigues dos Santos volta a afirmar-se como o grande mestre do mistério.". Nós concordamos.
De facto, mais uma vez, José Rodrigues dos Santos não desaponta os seguidores.
"A informação científica e técnica incluída neste romance é genuína. As teorias e as hipóteses aqui apresentadas são sustentadas por cientistas". Ou seja, o autor teve o cuidado de pesquisar e apresentar dados verdadeiros, que depois romanceou. Isto torna, obviamente, o livro ainda mais interessante para todos os leitores que tenham curiosidade em saber as respostas às seguintes questões:
Será que a alma existe?
O que acontece quando morremos?
O que é a realidade?
Se quer saber essas respostas, vale a pena ler este livro e acompanhar as aventuras de Tomás Noronha e da companheira, Maria Flor.

Pode comprar este livro aqui!

17 dezembro 2014

GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES - Uma abordagem integrada e prospetiva

Autores: LUÍSA CAGICA CARVALHO, MARIA DO ROSÁRIO MATOS BERNARDO, IVO DIAS DE SOUSA & MÁRIO CARRILHO NEGAS
Editora: SÍLABO

Este livro apresenta uma panorâmica global do que é a gestão e do que fazem os seus atores. Tendo em atenção os conhecimentos atualmente lecionados nas mais importantes escolas de gestão nacionais e internacionais, recorre a uma visão abrangente e introdutória das teorias e práticas da gestão. Particular ênfase é colocada nas áreas mais importantes da gestão, como, por exemplo, a estratégia e a liderança, mas também o empreendedorismo, a globalização e a responsabilidade social.

No prefácio aos estudantes os autores dizem: "Se frequenta um curso de gestão, ou de economia, este livro foi escrito para si. Esta obra pretende cobrir, de uma introdutória, grande parte dos assuntos gerais sobre gestão. Se frequentar um outro qualquer curso onde seja necessário adquirir conhecimentos introdutórios de gestão, este livro também é indicado para si". 
Aos (colegas) professores, os autores deixam a seguinte mensagem: "O livro foi estruturado para servir de suporte principalmente aos cursos superiores nas áreas da gestão e da economia, ou noutras licenciaturas onde a gestão seja abordada de forma introdutória".
Fica portanto claro qual é o público-alvo desta obra, que está dividida em seis partes temáticas "dedicadas a temas da gestão de acordo com as abordagens inclusas em cada capítulo". Essas seis partes temáticas são:
- Enquadramento geral - a gestão e os seus atores (aqui são abordadas questões como os desafios à gestão moderna, a relação entre a gestão e o gestor e a evolução e perspetivas de gestão):
- Planeamento (nesta parte são abordadas diversas questões essenciais à gestão relacionadas com o planeamento: missão e objetivos, planeamento e gestão estratégica; marketing e tomada de decisão);
- Organização (esta parte trata questões como; a estrutura organizacional; coordenação, poder e delegação; gestão de recursos humanos; mudança/gestão da mudança, criatividade e inovação);
- Liderança (esta parte apresenta questões ligadas à liderança como: estilos de liderança; características do líder; comunicação; motivação/satisfação; equipas, trabalho em equipa e tipos de grupos e gestão da mudança);
- Controle de gestão e sistemas de informação para a gestão (as áreas apresentadas são: o controlo da gestão; qualidade; as operações e os sistemas de informação para gestão);
- Gestão global e ética empresarial (aqui são apresentadas diversas questões com uma importância crescente: a gestão global; o empreendedorismo; a gestão ética e socialmente responsável).
Por tudo isto, se quer saber mais sobre a gestão das organizações este é um livro que definitivamente deve ler.

Saiba mais sobre este livro aqui!

16 dezembro 2014

INDÚSTRIA & AMBIENTE [88]

Número: 88

A atual edição da revista «Indústria e Ambiente» dedica grande parte do seu conteúdo aos ‘Resíduos e novos materiais do produto para o serviço’.
Com efeito, António Guerreiro Brito, sugere a mudança do produto para o serviço, numa perspetiva de sustentabilidade. Leia a opinião do diretor da revista no editorial desta edição 88 da «Indústria & Ambiente».
Quanto ao dossier, fique a par de artigos de referência no âmbito desta temática, tais como:
- ‘Materiais para as tecnologias da energia: desafios e o papel da reciclagem’ (Carlos Nogueira);
- ‘Produção de combustíveis a partir de resíduos’ (Ibrahim Gulyurtlu);
- ‘Missão reciclar como “motor de crescimento” da reciclagem de resíduos de embalagem’ (Luís Veiga Martins);
- ‘PERSU 2020 – Plano estratégico para os resíduos urbanos, um contributo para a produtividade dos recursos naturais em Portugal’ (Paulo Ferrão, António Lorena);
- ‘O renascer dos materiais electrónicos para uma vida melhor’ (Rodrigo Martins, Pedro Barquinha, Luís Pereira, Elvira Fortunato);
- ‘Shared Waste Solutions - Uma plataforma para a valorização sustentável de resíduos’ (João Almeida, Maria Inês Santos, António Tadeu).
Leia também a entrevista a Francesc Giró i Fontanals, adjunto da direcção da Agência de Resíduos da Catalunha, que descreve, nesta entrevista, o papel importante que o conceito da economia circular desempenha na Catalunha e que, na sua ótica, deve desempenhar na Europa, não apenas nos momentos baixos do ciclo económico, sob pena de a competitividade sair prejudicada.

Saiba como pode ser assinante desta revista aqui!

15 dezembro 2014

EGOÍSTA [53]

Revista: EGOÍSTA
Número: 53

Vamos já diretos ao assunto... o que é aquele objeto no final da revista? Uma prenda? Sim! É uma belíssima peça de cerâmica, concretamente, um porta incensos resultado da colaboração da revista com a 'António Rosa - Cerâmicas'.
 
Esta peça tem retratadas as asas de um anjo, uma vez que, o tema desta edição são os anjos.

Como habitualmente, todo o conteúdo da «Egoísta» é riquíssimo. Assim sendo, entre textos, ilustrações e fotografias poderá apreciar o trabalho dos seguintes autores:
Francisco Simões
Linda David
A mudança - Ivo Mendes da Silva
Jordi Burch
Anjos rurais - José Pedro Santa Bárbara
A nossa necessidade de consolo é impossível de satisfazer - Stig Dagerman
Como se fosse um anjo - Maria Teresa Horta
Poussiere D'Etoiles - Ludovic Florent
O anjo do Saldanha - Patrícia Reis e Rodrigo Prazeres Saias
A língua do coração - Maria João Costa
Quintetos - Cláudio Garrudo
O anjo do rés-do-chão - Cristina Carvalho
Luís Represas e Henrique Cayatte
O anjo azul - Nuno Camarneiro
Nimbus - Berndnaut Smilde
Anjos por flores - Rute Coelho
O desejo de asas - Maria Manuel Viana e Teresa Dias Coelho
Da possibilidade de se ser triste sem asas - Patrícia Reis e Teresa Dias Coelho
Pena - Sebastião Bugalho
O desejo de asas - Zena Holloway
Teresa Dias Coelho
Ana e Ele - Ana Pereirinha e Manuel San Payo


Saiba como pode ser assinante desta revista aqui!

13 dezembro 2014

A MÁQUINA DO PODER

Autores: MIGUEL PINHEIRO & GONÇALO BORDALO PINHEIRO

O que realmente se passa por dentro das campanhas eleitorais dos três maiores partidos portugueses e ninguém vê? Que truques utilizam? Como enchem os comícios de gente? Como decidem os temas dos discursos consoante as sondagens? Como encenam eventos com militantes que passam por cidadãos independentes? O que, de facto, acontece nos bastidores? As maquilhadoras que andam sempre atrás dos líderes, o champanhe que se abre em centros de idosos, as conversas de charme com os jornalistas que acompanham a caravana eleitoral, a preparação dos diretos para os telejornais ou o polémico dinheiro que serve para pagar as campanhas. Estes são alguns dos temas que nos permitem perceber como funciona A Máquina do Poder. Os jornalistas Miguel Pinheiro e Gonçalo Bordalo Pinheiro levam-nos numa viagem inédita aos bastidores das campanhas dos três maiores partidos políticos: PS, PSD e CDS.

"Este livro não deveria existir." - começa assim a introdução deste livro. Não deveria existir no sentido de que PS, PSD e CSD deram "um acesso sem precedentes à sua máquina partidária". 
Os autores acompanharam o bastidores destes partidos durante semanas, o que lhes permitiu desvendar neste livro praticamente tudo o que queremos saber sobre como se gere uma campanha eleitoral. De facto, "apesar de os candidatos terem muito a ganhar ou a perder, consoante o que acontecesse durante a campanha" os autores afirmam que fizeram este trabalho "com absoluta liberdade".
Neste livro os tópicos de interesse são vários, como por exemplo: os truques de propaganda dos políticos (os comícios encenados, as estratégias para encher os comícios, as sondagens que ajudam a definir o discurso que mais agrada às pessoas); as táticas para influenciar a imprensa (as conversas de charme para conquistar a simpatia dos jornalistas, o poder das televisões); as técnicas para lidar com o povo (os assessores que vão à frente nas arruadas para evitar os comentários desagradáveis, as frases ensaiadas para meter conversa); o poder do aparelho (as pressões para controlar a agenda dos candidatos - e o dinheiro necessário para pagar uma campanha); as guerras internas que minam as campanhas (as informações que os partidos escondem dos candidatos, as rasteiras que vêm de dentro) e, ainda, os candidatos na intimidade (os jantares com amigos, as conversas nos carros).
Este é um livro que, certamente, irá despertar o interesse de quem estuda ou trabalha em marketing político, mas também consideramos que este livro é de grande relevância para todos os cidadãos. Aliás, se ler este livro estará preparado para entender muito do que ser irá passar nas próximas eleições, uma vez que, "as eleições mudam, mas a máquina do poder mantém-se igual".

Saiba mais sobre este livro aqui!

10 dezembro 2014

TECNOHOSPITAL [65]

Revista: TECNOHOSPITAL
Número: 65

Os dois pontos fortes da edição número 65 da revista «TecnoHospital» centram-se no dossier sobre o tema ‘Manutenção e gestão de ativos’ e na entrevista à presidente da direção do STE – Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado e Entidades com Fins Públicos.
Relativamente ao dossier sobre ‘Manutenção e gestão de ativos’ é possível ler artigos sobre:
- Manutenção inteligente (João Pequito);
- O serviço de instalações e equipamentos – Organização, recursos e desempenho (J. Durão Carvalho);
- Manutenção de equipamento médico em regime de outsourcing  - a perspetiva da empresa (Joaquim Peixoto);
- Manutenção hospitalar – Experiência e engenharia (Luís Cardoso, Sara Santos);
- Manutenção e análise de falhas de equipamentos médicos (João Miguel Rodrigues, Vanessa Amaral).
Este cinco artigos pretendem “retratar alguns aspetos da atividade de manutenção nos nossos hospitais com o objetivo de retirar conclusões que possam, de algum modo, ser úteis para quem desempenha funções técnicas e de direcção nesta área”.
Quanto à entrevista à presidente do STE, Helena Rodrigues fala dos problemas que se colocam aos trabalhadores da Administração Pública, quer salariais, quer laborais, e também das transformações que a gestão privada veio trazer à Saúde, num contexto em que, nas palavras da presidente, o movimento sindical, pelos menos para os quadros superiores “já se esbateu”.

Saiba como pode ser assinante desta revista aqui!

04 dezembro 2014

EMPREENDEDORISMO E PLANO DE NEGÓCIO NO SETOR AGRÍCOLA

Autores: ORLANDO LIMA RUA & JULIANA SANTOS PINTO
Editora: VIDA ECONÓMICA

O setor agrícola e agro-industrial representa, hoje, um vasto universo de oportunidades para Portugal e muitos portugueses.
Não se trata de um “regresso ao passado”, no sentido do regresso ao campo e à vida difícil que normalmente lhe está associada, mas, antes, do aproveitamento do potencial que o setor apresenta, seja pela via da substituição de importações, seja pela via da exportação.
Esta obra constitui um apoio adicional para todos os que pretendam lançar-se na atividade de criação de riqueza e emprego em Portugal, não apenas os que queiram ser empresários do subsetor hortícola, mas todos os que entendam ser o setor agrícola e agro-industrial, como um todo, um campo de oportunidades.

Tal como explica José Fernando Figueiredo no prefácio deste livro, "partindo de uma descrição das condicionantes da envolvente e de uma caracterização do setor, com estatísticas e informação relevante, e descrevendo várias noções de agricultura e tipologias de produção, os autores passam em seguida à análise de diferentes noções de empreendedorismo e da atitude nova a ter para gerar inovação e criar valor de forma distintiva".
Posto isto, é possível ler sobre as diferentes fases da criação de uma empresa e sobre a elaboração de um plano de negócios, onde entram as análises de mercado, de estratégia, SWOT e, ainda, a estratégia de marketing.
Além disso, é apresentado um estudo de viabilidade económica e financeira, a uma empresa imaginária, que ajuda a perceber, efetivamente, como o ramo funciona.

Pode comprar este livro aqui!

03 dezembro 2014

CONSTRUÇÃO MAGAZINE [63]

Número: 63

O número 63 da revista «Construção Magazine» dá a conhecer o ITeCons – Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico em Ciências da Construção.
De acordo com Eduardo Júlio, diretor desta revista, o ITeCons “teima em crescer e afirmar-se no sector da Construção nacional, tendo recentemente triplicado a área instalada e multiplicado por sete o número original dos seus recursos humanos”.
Assim sendo, o dossier temático desta edição da «Construção Magazine» inclui uma entrevista ao fundador e presidente do ITeCons, Professor António Tadeu, e ao Professor Fernando Seabra Santos, (reitor da Universidade de Coimbra, aquando da criação do ITeCons), que sempre acreditou no sucesso deste projeto. Aliás, como afirma António Tadeu “muito daquilo que se faz aqui acaba por ser trabalho de inovação para responder aos pedidos da própria indústria, que pretende comercializar os seus produtos no mercado global”.
Quanto aos artigos técnico-científicos, de vários investigadores do Instituto, que mostram o excelente trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na instituição, abordam:
- Desenvolvimento de soluções de parede sustentáveis compostas por subprodutos da cultura do arroz;
- Caracterização dinâmica de apoios resilientes;
- Desempenho de fachadas cortina, caixilharias e acessórios – ensaios laboratoriais e marcação CR;
- Potencial da termografia passiva na inspeção da envolvente dos edifícos;
- Floatwing – uma casa flutuante sustentável. 
São, portanto, bons motivos para ler esta edição da «Construção Magazine».

Pode ser assinante desta revista aqui!