13 dezembro 2014

A MÁQUINA DO PODER

Autores: MIGUEL PINHEIRO & GONÇALO BORDALO PINHEIRO

O que realmente se passa por dentro das campanhas eleitorais dos três maiores partidos portugueses e ninguém vê? Que truques utilizam? Como enchem os comícios de gente? Como decidem os temas dos discursos consoante as sondagens? Como encenam eventos com militantes que passam por cidadãos independentes? O que, de facto, acontece nos bastidores? As maquilhadoras que andam sempre atrás dos líderes, o champanhe que se abre em centros de idosos, as conversas de charme com os jornalistas que acompanham a caravana eleitoral, a preparação dos diretos para os telejornais ou o polémico dinheiro que serve para pagar as campanhas. Estes são alguns dos temas que nos permitem perceber como funciona A Máquina do Poder. Os jornalistas Miguel Pinheiro e Gonçalo Bordalo Pinheiro levam-nos numa viagem inédita aos bastidores das campanhas dos três maiores partidos políticos: PS, PSD e CDS.

"Este livro não deveria existir." - começa assim a introdução deste livro. Não deveria existir no sentido de que PS, PSD e CSD deram "um acesso sem precedentes à sua máquina partidária". 
Os autores acompanharam o bastidores destes partidos durante semanas, o que lhes permitiu desvendar neste livro praticamente tudo o que queremos saber sobre como se gere uma campanha eleitoral. De facto, "apesar de os candidatos terem muito a ganhar ou a perder, consoante o que acontecesse durante a campanha" os autores afirmam que fizeram este trabalho "com absoluta liberdade".
Neste livro os tópicos de interesse são vários, como por exemplo: os truques de propaganda dos políticos (os comícios encenados, as estratégias para encher os comícios, as sondagens que ajudam a definir o discurso que mais agrada às pessoas); as táticas para influenciar a imprensa (as conversas de charme para conquistar a simpatia dos jornalistas, o poder das televisões); as técnicas para lidar com o povo (os assessores que vão à frente nas arruadas para evitar os comentários desagradáveis, as frases ensaiadas para meter conversa); o poder do aparelho (as pressões para controlar a agenda dos candidatos - e o dinheiro necessário para pagar uma campanha); as guerras internas que minam as campanhas (as informações que os partidos escondem dos candidatos, as rasteiras que vêm de dentro) e, ainda, os candidatos na intimidade (os jantares com amigos, as conversas nos carros).
Este é um livro que, certamente, irá despertar o interesse de quem estuda ou trabalha em marketing político, mas também consideramos que este livro é de grande relevância para todos os cidadãos. Aliás, se ler este livro estará preparado para entender muito do que ser irá passar nas próximas eleições, uma vez que, "as eleições mudam, mas a máquina do poder mantém-se igual".

Saiba mais sobre este livro aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário