02 abril 2014

JUDEUS ILUSTRES DE PORTUGAL

Autora: MIRIAM ASSOR

Numa extraordinária viagem do século XV ao século XX, as vidas destes 14 homens e mulheres ilustres da nossa História renascem pela mão da jornalista Miriam Assor, que nos conta como de formas variadas, cada um deles contribuiu, enriqueceu, dignificou e honrou o país, marcando terminantemente o universo histórico-nacional e além-fronteiras. Da Medicina à Filosofia, da Ciência ao sector pioneiro empresarial, da Poesia litúrgica a autoridades rabínicas, da Música à Matemática, da Literatura à liderança comunitária. Foram humanistas, homens e mulheres corajosos que optaram por actuar ao serviço do próximo, colocando, muitas vezes, as suas próprias vidas em risco ou num último plano. 

Neste livro conheça a história de Isaac Aboab da Fonseca, 'o rabino poeta de Amesterdão'; Moses Bensabat Amzalak, 'o líder diligente'; Sam Levy, 'o homem de concordâncias'; Isaac Cardoso, 'o médico português do rei espanhol'; Samuel Sequerra e Joel Sequerra, 'os corajosos irmãos gémeos'; Garcia de Orta, 'o fascinante percurso do naturismo'; Amato Lusitano, 'o amado doutor lusitano'; Dona Grácia Naci, 'a grande senhora'; Alain Oulman, 'o compositor de afetos'; Pedro Nunes, 'o maior matemático do mundo'; Alfredo Bensaude e Matilde Bensaude, 'a ciência entre gerações' e, por fim, Rabino Abraham Assor.
Isaac Aboab da Fonseca fugiu da Inquisição para a Holanda, vindo a tornar-se no primeiro rabino no Novo Mundo, durante o tempo em que os holandeses ocuparam o nordeste do Brasil. O catedrático Moses Bensabat Amzalak, por sua vez, foi presidente da Academia de Ciências de Lisboa e dirigente da Comunidade Israelita de Lisboa durante mais de 50 anos, lutando para que os judeus fossem acolhidos em Portugal durante a Segunda Guerra Mundial. Já Sam Levy, entre outros feitos relevantes, traduziu a epopeia de Luís Vaz de Camões para francês. Isaac Cardoso, foi uma personalidade de vulto no século XVI, atravessando diversas áreas do saber. Quanto a Samuel e Joel Sequerra, estes foram responsáveis por salvar judeus refugiados do nazismo na Espanha de Franco. Conheça também os motivos que levaram a Inquisição a punir por auto de fé e a queimar as ossadas do ilustre Garcia de Orta. Outra das personalidades é o médico Amato Lusitano, que fugido da Inquisição curou papas e famoso em Itália. Dona Grácia Naci, vanguardista da globalização da economia que tentou construir uma pátria judaica em Tiberíades. Engenheiro, apaixonado pela literatura, música e causas, Alain Oulman contribuiu para a transformação do fado ao lado de Amália Rodrigues. Pedro Nunes destacou-se no âmbito da geometria e da matemática no período dos Descobrimentos. Pai e filha, Alfredo e Matilde Bensaude, marcaram a ciência portuguesa. 
O último destaque do livro vai para o pai da autora, Rabino Abraham Assor, figura que durante cinquenta anos liderou espiritualmente a Comunidade Israelita de Lisboa.

Mais informações sobre o livro aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário