28 fevereiro 2013

BOOK STAGE - NOS BASTIDORES DO ROCK PORTUGUÊS


Autores: LUÍS SILVA DO Ó e BRUNO GONÇALVES PEREIRA
Editora: CHIADO EDITORA

"E esta conjugação de esforços (...) deu um bom fruto: o livro que, com muito gosto, acabo de ler, onde reconhecemos as vozes de cada artista e quase nos juntamos à conversa, oscilando nós entre concordar, discordar e rir às gargalhadas"
"As entrevistas são conduzidas sem que os jornalistas as atravanquem com a sua presença. Percebe-se o prazer e a disponibilidade dos seus interlocutores -ora, antes de mais nada, esse prazer e essa disponibilidade é preciso merecê-los. Depois, os testemunhos são muito diferentes e muito verdadeiros, por serem tão bem reproduzidos. Interessantemente diferentes."
"Se o Rock Português ficar - e eu sou dos que acham que fica - este livro vai ser referência para quem queira revisitá-lo. Mas também serve, o livro, para quem só o queira ler; vai sentir-se no meio da vivacidade das conversas. E muitos leitores, provavelmente, vão depois querer ouvir músicas que não conhecem ou conhecem menos bem."
David Ferreira in Prefácio

"O espírito rocker de António Garcez salta do palco para as páginas deste livro, as convicções de António Manuel Ribeiro são o espelho das canções que escreve, as ideias de Miguel Ângelo permanecem coerentes com uma certa postura Pop moderna, a honestidade de Rui Veloso é a mesma que se ouve na interpretação de Afurada, o estilo pragmático de João Grande é tão directo e incisivo quanto um single dos Taxi, e as palavras de Sérgio Castro confirmam uma tendência aglutinadora presente na saga que foi a sua vida enquanto músico e produtor."
"Por entre revelações e revisões da história, é extraordinário como [as entrevistas de Zé Pedro e a Zé Leonel] se complementam. Tanto a nível da biografia pessoal como da trajectória artística de cada um dos entrevistados - afinal de contas, foram fundadores dos Xutos & Pontapés."
"Que o livro seja aberto para ser sublinhado, comentado, escalpelizado. Trata-se de um passo importante no resgate da nossa memória colectiva."
Pedro de Freitas in introdução

Zé Pedro, Rui Veloso, António Manuel Ribeiro, Miguel Ângelo, António Garcez, Sérgio Castro e Zé Leonel são as oito personalidades do rock português escolhidas por Luís Silva do Ó e Bruno Gonçalves Pereira para este livro, apresentado em formato de entrevista.
É uma obra obrigatória para os amantes do rock nacional e uma escolha acertada para quem tem curiosidade em saber mais sobre estes grandes artistas portugueses.

Pode comprar o livro aqui!

26 fevereiro 2013

RH MAGAZINE [84]

Revista: RH MAGAZINE
Número: 84

A grande entrevista desta 84ª edição da RH Magazine é a Isabel Vaz, presidente da comissão executiva do Grupo Espírito Santo Saúde, onde a mesma afirma que "o Grupo tem vindo a crescer cerca de 40% ao ano, o que diz muito da dinâmica notável de todos os colaboradores da organização" (pág.10-19). Pode ainda ler uma entrevista a Domingos Lopes, presidente da comissão diretiva do PO Temático Potencial Humano, onde este refere que "o POPH já chegou a mais de 8280 entidades, 83% das quais do setor privado e que representam 50% do financiamento total aprovado" (pág.42-49).
Relativamente aos artigos, esta edição aborda o «Eu, líder positivo» através de Miguel Pina e Cunha e Arménio Rego; a «Promoção social - estratégias de integração socioprofissional no município de Oeiras» por António Barros e Paula Saraiva, e ainda, «A Liderança nas empresas nacionais e nas multinacionais em portugal - que diferenças?", por Fernando Acabado Romana (pág.20-32).
Na secção "Mitos e factos" perceba se a função de RH pode ser desempenhada por qualquer pessoa (pág.53-54).
Quanto às "Ideias inovadoras" a RH Magazine sugere a NATA Lisboa (pág.56-57).

Saiba como ser assinante da revista aqui!

24 fevereiro 2013

PENSAR A DEMOCRACIA COM TOCQUEVILLE

Autor: LÍVIA FRANCO
Editora: PRINCIPIA

«Este é um livro a não perder, a mais do que um titulo [...] o primeiro estudo académico sistemático publicado por um autor português sobre a vida e a obra de Alexis de Tocqueville [...] uma excelente crítica que também constitui um guia para descobrir esse grande pensador francês...» João Carlos Espada. «A obra de Lívia Franco é uma excelente introdução ao pensamento deste aristocrata que, tenho nascido sob o Antigo Regime, procurou compreender as sociedades democráticas.» Maria Filomena Mónica.

Adaptado da tese de doutoramento de Lívia Franco em Ciência Política, pelo Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa, este livro condensa, com a objectividade e rigor próprios da investigação científica, o essencial do pensamento de um dos grandes nomes do liberalismo clássico, sendo esta obra, por consequência, um exame profundo sobre democracia. Um dos ponto fortes deste trabalho é esbater as dúvidas sobre a natureza conservadora, liberal ou republicana dos ideais de Tocqueville.
O pensamento de Tocqueville aparece desconstruído em quatro pontos. A autora começa por explorar a partida de Tocqueville para os Estados Unidos e a confrontação do mesmo com uma nova realidade, que veio a dar origem a uma das suas mais famosas obras Da Democrácia na América (1835), onde este disserta sobre a condição social do indivíduo e a relação deste com o mercado e o Estado. Aborda o tema da natureza do Homem Democrático, nomeadamente a paixão pela igualdade e bem estar material, e como a doutrina do interesse não é, na perspectiva de Tocqueville, por si só suficiente para a defesa da liberdade política. Pode ainda ler-se sobre a Constituição e Direitos, assim como sobre a ação comum como fator indissociável à manutenção da liberdade individual.
Para completar esta obra é apresentada em anexo uma cronologia biográfica do autor, para além de esquissos biográficos de alguns correspondentes e interlocutores contemporâneos de Tocqueville.

Pode comprar o livro aqui!

12 fevereiro 2013

INVEST [97]

Revista: INVEST 
Número: 97

Nesta edição a «Invest» apresenta 11 medidas para ajudar o crescimento do país (pág.48-49). 
Com efeito, a edição deste mês contem uma variedade de temas, nomeadamente:
- A mala de cartão que leva o país além fronteiras (pág.6-7);
- Como a «Devoro» criou o ovo estrelado instantâneo (pág.8-9);
- «KTL» cresce em contraciclo no mercado das lojas (pág.10-11);
- «Tesai» vai fazer frigoríficos em Moçambique (pág.14);
- «LiberOffice», o hotel para empresas (pág. 16);
- A estratégia do vinho português no estrangeiro (pág.30-31);
Leia ainda sobre o empreendedorismo por Ana Ribeiro (pág.37) e como a «ANCC» quer credibilizar o setor (pág.38). 
Em análise, Jaime Guerra explica como as empresas podem sair mais fortes da crise (pág.15); Manuel Alexandre relembra a abertura do Leste ao mercado português (pág.20 e 21) e João Carlos Pereira defende uma postura de força face aos mercados (pág.22).

Saiba como ser assinante da revista aqui!

10 fevereiro 2013

DA ORIGEM POPULAR DO PODER AO DIREITO DA RESISTÊNCIA: Doutrinas políticas no século XVII em Portugal

Autor: PEDRO CALAFATE
Editora: ESFERA DO CAOS

Dedicada às doutrinas políticas portuguesas do século XVII, esta obra confronta o leitor actual com teses muitas vezes surpreendentes e inusitadas sobre a origem democrática ou popular do poder político, a fundamentação ética da política, o direito de resistência activa contra a tirania e a injustiça, e as relações entre a Igreja e o Estado. Os autores analisados são de Seiscentos, mas as suas ideias revelam, por vezes, uma espantosa actualidade neste início do século XXI e muito em particular neste momento de gigantescos desafios que agora vivemos — talvez porque os pensadores que este livro convoca escreveram numa época também ela marcada por enormes desafios: a edificação e conservação do império e a restauração da independência nacional, perdida em 1580.

Esta obra, materializada em livro, corresponde a parte do conteúdo da cadeira de Filosofia em Portugal, do curso de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, lecionada pelo professor catedrático e autor deste livro, Pedro Calafate. Autor que, entre outros, é responsável pela publicação da História do Pensamento Filosófico Português (5 volumes; 7 tomos) e de Portugal como problema - Séculos XV-XX.
Ao longo dos diversos capítulos que compõem este trabalho podemos ler sobre o pensamento político em relação à origem do poder, nomeadamente na transmissão do poder divino para o plano temporal (político); sobre a natureza e finalidade do poder político, realçando que este assenta na justiça e na paz que esta promove, enquadrando esta perspectiva num ambiente de crescente laicização e debate em torno da felicidade natural.
Aborda ainda a questão da resistência ativa, com origem no poder popular. Fala-nos sobre o império e a monarquia universal, para culminar com o aprofundamento da ideia de império universal como profecia. Destaque, ainda, para o capítulo dedicado à sempre complicada questão da relação igreja-estado.
Todos estes capítulos são introduzidos por uma contextualização, à qual se segue uma contemplação ao pensamento dos principais autores neste contexto durante a Restauração. Sendo que neste particular o autor destaca a obra de Francisco Suárez, que tal como nos explica "foi um monumento insuperável da filosofia peninsular, seja no domínio jurídico-político seja no da metafísica moderna".

03 fevereiro 2013

INDÚSTRIA E AMBIENTE [78]

Número: 78

Comece esta leitura com a entrevista feita a Fernando Sousa, um dos sócios gerentes da «CEI - Companhia de Equipamentos Industriais», empresa do grupo Zipor (pág.6-9).
O dossier "Ecoeficiência na Indústria" agrupa vários temas de interesse, nomedamente:
- «Eco-eficiência em sistemas de produção», de Emanuel Lourenço (pág.10-13)
- «Mapeamento de alternativas de design numa perspetiva do ciclo de vida», de Paulo Peças et al. (pág.14-16).
- «O ecodesign e a sustentabilidade na indústria dos bens de equipamento», de José António de Bessa Pacheco (pág.17-20).
- «Integração de tecnologias de energia solar térmica em processos produtivos», de Ana Magalhães et al. (pág.22-25).
- «Integração de metodologias e ferramentas de ecodesign no desenvolvimento de bens de equipamento», de Sílvia Esteves et al. (pág. 26-28).
Leia ainda sobre a ecoeficiência (pág.29-30).
Quanto à investigação, a ler sobre as «Alterações climáticas e saúde urbana» de Nelson Leite e Sá (pág.35- 38) e os «Leitos de plantas aplicados ao tratamento das águas residuais: o caso de estudo na indústria do Couro» de Cristina S.C. Calheiros et al. (pág.39-41).
Outros temas de interesse poderão ser consultados nesta revista de informação técnica e científica.

Saiba como ser assinante da revista aqui!