31 março 2012

INVEST [86]

Revista: INVEST
Número: 86

A mais recente publicação da «Invest» incide sob dois sectores de aposta relevante: a energia e a agricultura.
Neste contexto, é-nos apresentada uma inovação portuguesa que tem fomentado o interesse de investidores: o pavimento Waynergy, resultado de um trabalho académico desenvolvido na Universidade da Beira Interior, que faz com que se produza energia enquanto se anda. Conheça ao pormenor as potencialidades deste sistema.
Do Ribatejo chega-nos o relato de um aglomerado de empresas no sector agroindustrial. Com o projeto Agrocluster “pretende-se juntar as empresas e agentes do sector agroindustrial e pôr as coisas a mexer”, de acordo com Pedro Felix, vice-presidente da Comissão Executiva da Nersant. Fique a par das medidas que estão a permitir aumentar a competitividade das empresas associadas a este projeto.
Sofia Coutinho e Luís Santos falam sobre a “sua” eco aldeia. Um trabalho realizado com a ajuda de voluntários que tem feito florescer uma horta comunitária às portas de Leiria. Leia sobre este projeto e outras ideias a desenvolver por ambos. Ainda na região de Leiria, Pedro Cordeiro apresenta o “copão”, um recipiente para armazenamento e reciclagem de copos de plástico.
Na seção Negócios desta edição vai poder ainda ler sobre: a nova vida do ISLA; o Marketing para a gastronomia tradicional e, ainda, como reinventar produto no turismo.

Saiba como ser assinante desta revista aqui!

28 março 2012

COMO FUNCIONA A MÚSICA

Autor: JOHN POWELL
Editora: BIZÂNCIO

Alguma vez, ao ouvir uma música fabulosa, se interrogou por que tem uma vontade súbita de dançar? Ou de chorar? Sempre teve curiosidade em perceber como sabem os músicos o que tocar a seguir quando estão a improvisar? E porque soam certas notas tão bem e outras são tão dissonantes? Descubra as respostas nesta jornada acerca de como funciona a música. John Powell, compositor de formação clássica e professor de Física, decidiu escrever este livro divertido, um extraordinário guia indolor sobre a música, quando descobriu que todos os que conheciam sobre o assunto lhe provocavam grandes dores de cabeça. Revela-nos factos pouco conhecidos, a ciência que subjaz ao que ouvimos, explica os fundamentos da harmonia, as escalas, o ritmo, e tantas outras coisas, de uma forma tão simples que qualquer leitor entenderá. Sabe também explicar-nos coisas muito curiosas como as razões pelas quais existe afinidade musical entre Led Zeppelin e Beethoven… Aqui está o que todos devemos e precisamos de saber, mesmo se incapazes de ler uma nota, para desfrutar ainda mais das músicas que gostamos de ouvir, ou de tocar.

Este livro de John Powell foi redigido a pensar em todos aqueles que sentem satisfação através da música sem contudo a compreenderem. Desta forma o autor expõe conteúdos que, segundo o mesmo, podem ser percebidos por quem tenha apenas conhecimentos básicos de matemática, como somar e subtrair, e saiba trautear a mais simples das melodias. Nesse sentido o autor recorre frequentemente à explicação de termos mais específicos para que o leitor não perca o fio à meada.
Além disso, acompanhando a leitura, são feitas sugestões de peças musicais, de fácil acesso na Internet, que complementam as observações do autor.
No entanto, John Powell direciona este livro também para músicos profissionais e acredita ter realizado aqui um trabalho que não vai causar frustração àqueles que detenham já um conhecimento mais aprofundado neste domínio. Estes podem ler sobre fatores elementares subjacentes à música que podem escapar mesmo a músicos experientes.
Em «COMO FUNCIONA A MÚSICA» o saber tem como fundamento informação real sobre a produção musical, sendo a formação do autor em Física a chave para esta compressão. De facto, John Powell defende que a arte não é o grande sustento da música, existem “regras de lógica, de engenharia e de físicas subjacentes a todo o lado criativo da música”. Assim, nesta obra a música surge decomposta até ao seu estado mais puro o que permite dar resposta às questões mais curiosas.

Pode comprar este livro aqui!

25 março 2012

TECNOHOSPITAL [49]

Revista: TECNOHOSPITAL
Número: 49

Nesta edição é dada especial atenção às Engenharias e Tecnologias Aplicadas à Saúde. Ao todo na secção dossiê poderá ler cinco estudos relacionados com esta temática, coordenados pelo engenheiro Torres Farinha.
Num desses artigos Viriato M. Marques e Dulce Bento concluem que a Business Intelligence poderá ter inúmeras possibilidades de aplicação na gestão hospitalar e na saúde pública, saiba como e porquê.
Rúben Silva Oliveira e José Torres Farinha apresentam um estudo sobre a Realidade Aumentada onde explicam como esta pode potenciar um melhor desempenho nas intervenções de manutenção em equipamento hospitalar. De Luís Roseiro e Maria Augusto Neto pode ler-se um artigo com vista à otimização do procedimento num caso relativo a uma tíbia com uma fratura transversal.
Este dossiê fica completo com artigos relacionados com os Sensores Médicos  e os RobAid (robôs particularmente úteis em tarefas repetitivas e de elevado nível de precisão).
O entrevistado desta edição é José Santos Bacalhau que durante 46 anos se dedicou ao Serviço de Instalações do Centro Hospitalar de Coimbra. Conheça a sua história de vida ao serviço dos hospitais.
Já o artigo técnico é da responsabilidade de Vitorino de Matos Beleza, Rosária Santos e Marta Pinto e tem como título “Redução do consumo de água em circuitos abertos de água de arrefecimento”. Confira os dados recolhidos neste estudo.

Saiba como ser assinante da TecnoHospital aqui!

23 março 2012

INFORMAÇÃO

Autor: JAMES GLEICK
Editora: TEMAS E DEBATES

James Gleick, um dos grandes nomes da divulgação científica e autor de bestsellers, apresenta-nos agora um livro já considerado a sua obra-prima, surpreendente e revolucionária, que nos mostra como a informação se tornou a qualidade que define a era moderna - o sangue, o combustível, o princípio vital do nosso mundo.
Desde a invenção de escritas e alfabetos até aos tambores falantes de África, incompreendidos durante tantos anos, Gleick conta-nos a história das tecnologias da informação que mudaram a própria natureza da consciência humana. Apresenta-nos as personalidades que contribuíram para o desenvolvimento da compreensão atual da informação: Charles Babbage, o inventor do primeiro grande computador mecânico; Ada Byron, a brilhante e condenada filha do poeta, que se tornou a primeira programadora verdadeira; figuras fundamentais como Samuel Morse e Alan Turing; e Claude Shannon, criador da teoria da informação.

Uma História – é assim que James Gleick nos seduz, conta-nos uma história – e neste livro ela é contada de uma forma apaixonante, pois não se trata apenas de nos contar o modo como a Informação foi evoluindo, o autor teve a capacidade de relacionar uma série de conceitos e acontecimentos que ajudaram a construir aquilo que se define como “Informação”.
Entre outras, nesta História fazemos uma viagem à África subsariana para perceber como os tambores eram usados para transmitir informação quando os Europeus ainda procuravam uma forma de comunicar à distância. Com um recuo de dois milénios podemos perceber, por exemplo, como se processava a informação numa época anterior à escrita.
E é já completamente imersos na leitura que vamos ficar a conhecer a Teoria –  neste ponto o autor não abusa do aprofundamento das noções de equação e fórmulas. Procura, sim, retratar a vida e o trabalho de muitas mentes que teorizaram a Informação. Como explicar a Informação não seria viável sem abordar o trabalho de Claude Shannon, somos guiados até aos laboratórios da Bell nos anos 40 em plena Segunda Guerra Mundial, onde este trabalhava num sistema para encriptar conversas. Mas isto é apenas uma pequena amostra do material de interesse que pode ser lido sobre a Teoria.
Por fim, ficamos submersos pelo Dilúvio – aqui debate-se uma das problemáticas relacionadas com a Informação, o seu excesso. O mote é dado através da conceptualização de uma Biblioteca Universal onde não existem limites, a informação nunca pode ser esquecida, provocando o caos.

Pode comprar o livro aqui!

21 março 2012

COMUNICAR 2.0

Autor: FILIPE CARRERA
Editora: SÍLABO

Sabia que a sua posição social e o seu rendimento anual dependem da sua capacidade de comunicar? Sabia que o maior terror de qualquer ser humano é falar em público?
Este livro dirige-se a todos os profissionais que querem melhorar as suas competências enquanto comunicadores, utilizando todos os meios à sua disposição na atualidade, superando barreiras culturais e programas mentais, alcançando os seus objetivos profissionais e pessoais num mundo globalizado.
Ao longo desta obra são apresentadas as mais avançadas técnicas de apresentação em sala e também utilizando tecnologias como: telemóvel, audioconferência, Skype, videoconferência, plataformas colaborativas, rádio, televisão, correio eletrónico, redes sociais, etc.
É dada particular atenção às ferramentas disponibilizadas pela Web 2.0; nesse âmbito poderá encontrar uma página no Facebook Comunicar 2.0, que funciona como um espaço de interatividade entre os leitores e o autor e de acesso a novos recursos em múltiplos formatos.

Seguindo o estilo das suas anteriores publicações, Filipe Carrera, que entre outras atividades tem feito um percurso de formador e orador a nível internacional, vem partilhar com o leitor a sua experiência como comunicador adquirida ao longo dos últimos 20 anos.
O autor, que admite ter sofrido de receio de comunicar em público durante a sua formação académica, defende que a qualidade de vida depende da forma como comunicamos e, desta forma, encontrou aqui a motivação para escrever este livro que transmite um conjunto de técnicas de aperfeiçoamento das competências de comunicação.
Desenvolvido para consulta e com uma estrutura bem delineada, este livro comtempla a grande variedade de formas de comunicar nos dias de hoje. Após uma introdução à essência da comunicação, somos conduzidos para uma detalhada exposição sobre a “Comunicação Presencial”, porque o modo como dizemos é mais determinante do que aquilo que é dito, onde o autor sugere as etapas de preparação da comunicação, os tipos de formato a explorar, a análise das audiências, entre outros.
Destaque ainda para o capítulo “Comunicação Multimédia”, onde são abordadas plataformas colaborativas determinantes na produtividade dos profissionais. A comunicação áudio e escrita são também tratadas com particularidade por Filipe Carrera. O conceito de feedback, por sua vez, surge como um conceito chave e transversal a toda a obra, sendo este uma das principais valias das quais um comunicador pode tirar partido dentro do contexto 2.0.

Saiba como comprar este livro aqui!

19 março 2012

REVISTA DO CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DO ISSSP [1]

Nome: REVISTA DO CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DO ISSSP
Editora: PAPIRO

O Instituto Superior de Serviço Social do Porto procurando, através da estrutura científica e pedagógica dos cursos que leciona e das ações de formação específicas que disponibiliza, uma formação multidisciplinar integrada, pretende contribuir para o desenvolvimento desta reflexão centrada nas especificidades, fragilidades e possibilidades das nossas condições de desenvolvimento editando, através do seu Centro de Investigação em Ciências do Serviço Social a Revista Investigação em Trabalho Social que, assumindo um caráter temático, abrirá o seu espaço editorial a debates sobre a contemporaneidade dos problemas sociais, nomeadamente, na sociedade portuguesa.

Na primeira edição desta revista podemos ler os artigos de Vincent de Gaulejac sobre “O trabalho social contra a exclusão” onde se desenvolve uma reflexão sobre a exclusão, a desinserção e o trabalho social; de Maria Cidália Queirós e Marielle Christine Gros a respeito do “Rendimento Social de Inserção num contexto económico que não cessa de produzir excedentários”, um trabalho pormenorizado e bastante elucidativo; de Stéphane Rullac, com o tema “Trabalho social, urgência social, os sem abrigo fixo: uma crítica ilustrada do conceito de exclusão social”, ilustrando a reflexão através de um par formando pelos SDF e o trabalho social. O último artigo é sobre as considerações éticas da exclusão social, cuja autora é Maria Manuela Carvalho.
Uma edição que se adivinha de sucesso numa área em que cada vez mais é premente “debater os problemas e dilemas das práticas de intervenção social”.

18 março 2012

MARKETING INTERNO E COMUNICAÇÃO


Jorge Remondes:
Formador/Consultor Sénior.
Gestor em Grupos Económicos Nacionais e Multinacionais.
Doutoramento em Comunicação.
D.E.A. em Comunicação.
M.B.A. em Marketing.
Especializado em Gestão Comercial e Marketing.
Licenciatura em Relações Internacionais.


Jorge Remondes escreveu este livro como uma adaptação da sua tese de doutoramento, concluída em Fevereiro de 2010, na Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação, da Universidade de Vigo.
Nesta obra, é feita uma revisão da literatura nacional e internacional, divulgam-se os resultados de um estudo efetuado junto de 173 PME’s, analisa-se a dimensão dos recursos às novas tecnologias no marketing e comunicação interna das PME’s, identificando-se também as tendências para a comunicação interna destas empresas.
Tal como indica o autor “é decisivo que os recursos humanos não vejam nos processos, ferramentas e tecnologias, ameaças, mas sim, oportunidades”.
O livro aborda várias áreas de interesse como a comunicação, o marketing, os recursos humanos, as relações públicas, os sistemas de informação e as novas tecnologias, daí o elevado interesse que este livro deve suscitar nos gestores das PME’s. Além destes, será também relevante para os investigadores da área, na medida em que, esta obra surge como um passo para o arranque da produção científica deste domínio concreto, ainda pouco explorado em Portugal.

Pode seguir o blog do autor aqui!

17 março 2012

IRMÃ

Autora: ROSAMUND LUPTON
Editora: CIVILIZAÇÃO

Quando Beatrice recebe um telefonema frenético a meio do almoço de domingo e lhe dizem que a sua irmã mais nova, Tess, desapareceu, apanha o primeiro avião de regresso a Londres. Mas quando conhece as circunstâncias que rodeiam o desaparecimento da irmã, apercebe-se, com surpresa, do pouco que sabe sobre a vida de Tess - e de que não está preparada para a terrível verdade que terá de enfrentar. A Polícia, o noivo de Beatrice e até a própria mãe aceitam ter perdido Tess, mas Beatrice recusa-se a desistir e embarca numa perigosa viagem para descobrir a verdade, a qualquer custo.

Apesar de experiente na escrita de guiões originais para televisão e cinema este é o primeiro romance de Rosamund Lupton, uma estreia sublime que faz antever uma carreira de sucesso.
Este «Irmã» vai além do típico thriller sobre de desaparecimento de uma pessoa, aqui somos confrontados com um tema controverso: a adulteração de um ensaio clínico.
Narrado pela personagem principal, este enredo nunca se torna monótono pois está preenchido com diálogos bem construídos.
Contrariando a previsibilidade, a autora consegue verdadeiramente surpreender com o desfecho deste «Irmã».
A título de curiosidade, no final do livro somos brindados com uma pequena entrevista à autora sobre o processo de criação da obra. (Gostamos desse pormenor).

Pode comprar o livro aqui!

14 março 2012

SOBRE ARTE, TÉCNICA, LINGUAGEM E POLÍTICA

Autor: WALTER BENJAMIM

«O nome do filósofo cuja vida se extinguiu durante a fuga aos polícias hitlerianos foi adquirindo uma auréola nos quinze anos que decorreram desde a sua morte, apesar do carácter esotérico dos seus primeiros trabalhos e do carácter fragmentário dos últimos. O fascínio pela pessoa e oeuvre levam inevitavelmente a uma atração magnética ou a uma defesa estremecida. Sob o olhar das suas palavras tudo se transforma como se se tornasse radioativo. Mas a sua capacidade de distinguir constantemente novos aspetos das coisas — não tanto pelo processo que consiste em romper criticamente as convenções como pelo de relacionar-se com o objeto de acordo com a sua organização interna como se a convenção nenhum poder tivesse sobre ele — não pode apreender-se seriamente através do conceito de originalidade. Nenhum pensamento original desse homem inesgotável se assemelha a algo sem mistura.» T. W. Adorno

Com este livro é feita uma viagem através do pensamento de Walter Benjamim, filosofo, crítico literário, ensaísta e sociólogo, e em retrospetiva é dado a conhecer o seu contributo na maturação da teoria materialista da arte.
Assim, ao longo deste livro são compilados os trabalhos de reflexão deste autor. O leitor tem acesso ao ensaio “O Narrador”, onde Walter Benjamim aborda a obra de Nikolai Leskov. A Teoria das Semelhanças é também um dos capítulos de interesse neste livro, aqui o autor debate o mimetismo e como o Homem possui mais capacidade de produzir semelhanças do que a própria Natureza. O trabalho mais representativo da obra de Walter Benjamim não podia ficar de fora deste livro, pode-se ler a “A Obra de Arte na Era da Sua Reprodutibilidade Técnica” que incide na influência da sociologia sobre as artes plásticas, trata-se da compreensão das artes com particular enfoque no cinema, e da forma como a arte está “submetida ao decurso da evolução social”. Destaque ainda para o capítulo “Problemas da Sociologia da Linguagem” onde o autor, dado o seu profundo conhecimento em filosofia da linguagem e Psicologia, relaciona a influência da comunidade linguística sob a linguagem dos indivíduos à psicologia da infância.
Esta obra fica ainda mais completa com a “Pequena História da Fotografia”, “O Autor enquanto Produtor”, “ Teses sobre a Filosofia da História, “O Brinquedo e o Jogo”, “Sobre a Linguagem em Geral e sobre a Linguagem Humana”, e finaliza com o “Curriculum Vitae, Dr. Walter Benjamim”.

09 março 2012

ESTUDOS DE MERCADO E DE OPINIÃO: PRÍNCIPIOS E APLICAÇÕES DE AMOSTRAGEM

Autor: PAULA VICENTE
Editora: SÍLABO

Na realização dos estudos de mercado e de opinião a escolha da amostra requer uma resposta a três questões essenciais: QUEM selecionar? COMO selecionar? QUANTOS selecionar? Este livro responde a estas questões através da apresentação dos princípios elementares da Teoria da Amostragem, apoiada por inúmeros exemplos práticos capazes de orientar a tomada de decisões eficientes no que respeita ao desenho e à implementação de um plano amostral. «Estudos de Mercado e de Opinião – Princípios e Aplicações de Amostragem» constitui, pois, um importante recurso para os estudantes desta temática, bem como para os profissionais e todos os que usam estes estudos em contexto empresarial ou académico.

“Os estudos de mercado e de opinião surgiram da necessidade em conhecer as pessoas naquilo que elas pensam, sentem, fazem ou desejam”. Tradicionalmente os estudos de mercado consistiam em entrevistas ou questionários, hoje em dia com o crescimento exponencial da tecnologia existem ferramentas indispensáveis à recolha e processamento de dados. Estas inovações tecnológicas, dínamos da evolução  dos estudos de mercado, são também uma fonte de novos desafios.
Lançado com o objetivo de dar apoio à implementação de um plano de amostragem, este livro evidencia com particular atenção dois objetivos. Primeiro, faz uma revisão profunda às etapas necessárias para a construção de um estudo de mercado e oferece uma perspetiva atualizada das metodologias de apoio a este processo. Em segundo lugar, converge a teoria com a prática, com a demonstração de casos práticos para consolidar este princípio.
Ao longo do livro será possível ficar a saber como identificar as populações alvo e bases de sondagem, qual o método de amostragem a adotar, como determinar a dimensão da amostra, como selecionar e contatar o segmento da amostra, para além do que não deve ser feito neste tipo de estudo.
Este trabalho da expert em Métodos Quantitativos, Paula Vicente, enquadra-se bem com o perfil académico ou profissional do leitor e pode ser utilizado como uma fonte de referência que certamente ajudará na tomada de decisão. Para além disso, é um livro que se distingue pela sua abordagem incisiva.

Saiba como comprar aqui!

08 março 2012

RH MAGAZINE [78]

.
Revista:RH MAGAZINE
Número:78

Primeiríssima análise: a nova imagem da RH Magazine!
Um novo logótipo e um novo design, mais elegantes e modernos que acompanham perfeitamente a essência da revista.
Há novas rubricas e a partir de agora a RH Magazine é escrita ao abrigo do novo acordo ortográfico.
Tantas mudanças (para melhor) para assinalar uma data especial: o 13º aniversário da RH Magazine.
 De destacar ainda o novo site da revista (mais funcional e atrativo).
Segunda análise: o conteúdo desta edição.
A grande entrevista, tal como a capa indica, foi feita a Paulo Bento, líder da Seleção Portuguesa de Futebol (p.12-21).
São também divulgados artigos muito interessantes, nomeadamente, “A estratégia dos recursos humanos na gestão internacional” (p.22-27); “A flexibilidade e o direito do trabalho”, um tema extremamente atual (p.28-34); “Portugal lidera projeto europeu sobre a qualidade da orientação educativa e formativa”, um artigo que fala, por exemplo, sobre as Novas Oportunidades (p.36-41).
Quem tem curiosidade em perceber melhor o funcionamento da IKEA deve ler uma entrevista bastante interessante feita a Catarina Tendeiro, diretora de recursos humanos da IKEA Portugal (p.44-51).
Conheça ainda os nove passos para alterar o seu rumo e obter resultados excecionais, como indica Robin Sharma, autor do livro «O líder sem título» (p.66-68).
Há mais temas de interesse, claro, mas deixamos que sejam vocês a descobri-los.

Saiba como ser assinante da RH Magazine aqui!

04 março 2012

CONSTRUÇÃO MAGAZINE [47]

Número: 47

Sabia que existem atualmente cerca de 800.000 fogos a necessitar de obras, dos quais, 325.000 estão degradados e muito degradados? E que há mais de 500.00 alojamentos não habitados? António Almeida Henriques, Secretário de Estado Adjunto e da Economia e Desenvolvimento Regional, fala estas sobre estes números numa grande entrevista desta edição.
Sendo que a Reabilitação Low Cost é o ponto central desta «Construção Magazine», é feito um levantamento de vários assuntos relacionados à temática, tais como: intervenção mínima reabilitação máxima (p.9-12); reflexões sobre o futuro do urbanismo em Portugal (p.12-14); cidade cada vez mais antiga – espetativa ou desistência (p.15-19); reabilitação urbana de qualidade e a baixo custo (p.20-24).
Perceba ainda o complexo fenómeno da transmissão sonora entre dois compartimentos e conheça as anomalias comuns na aplicação de revestimentos de piso de madeira.
Fique a par de alguns dos produtos em destaque no mercado, que se apresentam como soluções práticas para a construção.

Saiba como ser assinante desta revista aqui!

03 março 2012

RUSSO PARA PRINCIPIANTES

Autora: OLENA NESTERENKO AFONSO

 O manual "Russo para principiantes" é um bom auxiliar para o início da aprendizagem da língua russa por quem não tem ainda nenhum conhecimento deste idioma. Contém uma introdução à leitura e escrita em cirílico, as informações gramaticais necessárias para aprender a construir as frases em russo e textos curtos com o vocabulário e as frases do nosso dia a dia, permitindo aos alunos começar a falar desde a primeira aula de temas muito simples (e.g. apresentar-se, despedir-se) avançando até temas mais complexos (e.g. no restaurante, no aeroporto). As 26 lições do manual permitem aprender russo passo-a-passo mesmo sem a ajuda de um professor, mas podem também ser utilizadas para o trabalho nos cursos de Russo.

No mundo competitivo de hoje é sempre uma mais valia ser multilingue. Aprender russo é uma aposta forte na formação de qualquer estudante, até pela pela posição de destaque da Rússia como uma das nações BRIC e o seu grande espólio cultural em que se distingue pela qualidade da sua literatura.
A autora, Olena Nesterenko Afonso, que se tem dedicado ao ensino da língua russa no programa de Cursos Livres da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, justifica a ideia de publicar estas “lições” pela sua perceção das “dificuldades que os alunos têm na aprendizagem deste idioma, determinadas pelo facto de se tratar de uma língua eslava e não latina”. A autora teve ainda a sensibilidade de escrever esta obra com base na própria experiência dos alunos.
O pontapé de saída nesta aprendizagem é dado com a apresentação do alfabeto cirílico, como se prenuncia e como se escreve. É este o ponto que vai exigir mais concentração ao estudante, porque uma vez dominado este aspeto tudo o resto se apreende com maior naturalidade, pois apesar de ser um livro de iniciação não pretende ser um livro de “facilitismo”.
Além disso, o livro está repleto de exercícios práticos onde se podem aplicar conhecimentos. Os vários capítulos, designados como lições, dizem respeito ora a questões gramaticais ora a situações do dia a dia.

Saiba como comprar aqui!

02 março 2012

APRESENTAR E COMUNICAR

Autor: FERNANDO CASTRO

Na teoria é tudo muito bonito, mas quando chega o momento de passar à ação, como proceder para produzir uma simples reunião? Como proceder para produzir e apresentar uma conferência? Qual a primeira coisa a fazer? E depois? Este livro tenta reunir todos os pontos a verificar e dar-lhes resposta. Eles resumem aquilo que o autor considera a sequência normal dos acontecimentos, para se saber preparar uma simples reunião e produzir uma conferência.

Este livro faz uma representação exata aos princípios defendidos pelo autor no que respeita à apresentação e comunicação públicas, ou seja, está construído segundo um princípio de simplicidade e objetividade que o tornam um manual prático e de consulta útil para o leitor.
Estas páginas, destinadas a todos aqueles que na sua vida académica ou profissional necessitem de desenvolver competências ao nível da comunicação, elencam uma série de recomendações que permitem desenvolver o estilo de cada um, preparar uma estratégia eficaz, trabalhar o discurso informal mas informativo, contornar questões difíceis e a ter  o controlo das entrevistas.
O autor deixa ainda um leque de sugestões de trabalhos a realizar pelo leitor, que o ajudaram a melhorar o desempenho.

01 março 2012

A LONGA NOITE DE UM POVO - A VIDA NA COREIA DO NORTE

Autora: BARBARA DEMICK
Editora: TEMAS E DEBATES

Um retrato inédito da Coreia do Norte, através das histórias verdadeiras e inesquecíveis de seis dos seus cidadãos. Este livro acompanha as vidas de seis norte-coreanos ao longo de quinze anos - um período caótico que assistiu à morte de Kim Il-sung, à ascensão ao poder do seu filho Kim Jong-il e à devastação causada pela fome que matou um quinto da população. Conduzindo-nos por paragens desconhecidas no Ocidente, desvenda-nos o que significa viver no regime totalitário mais repressivo dos nossos dias - um mundo orwelliano que não está ligado à Internet, em que a rádio e a televisão transmitem apenas as estações oficiais, e onde as manifestações públicas de afeto são punidas; um estado policial onde um comentário descuidado nos pode condenar a morrer num gulag. Revelações surpreendentes sobre um país fechado sobre si próprio, mas cuja importância não para de crescer.

Neste trabalho da jornalista do Los Angeles Times, Barbara Demick, responsável pela cobertura noticiosa das duas Coreias, é feito um retrato íntimo da vida norte coreana pelo testemunho de seis dos seus cidadãos que conseguiram atravessar para sul do Parelo 38.
Conheça a irreverente Mi-ran e a sua paixão da juventude Jun-Sang, destinado às fileiras do Partido dos Trabalhadores. Song Hee-Suk, uma mulher exemplo, outrora devota ao seu país e a sua filha Oak-hee que desde cedo começo a formar uma mentalidade de refutação ao regime. Kim Ji-eun uma médica que encontrava no seu ofício a forma para se abstrair do desmoronamento da sua vida e Kim Hyuck que sobreviveu à fome graças a sua força e astúcia.
Nestas páginas encontramos ainda muitos outros intervenientes que cruzaram a vida destas pessoas e enriquecem ainda mais o trabalho de Barbara Demick. Acrescente-se que alguns dos nomes foram alterados para preservar a segurança daqueles que ainda vivem na Coreia do Norte.
A destreza da autora pode ser comprovada na forma como apresenta uma relação entre os eventos descritos e o contexto em que ocorrem, aproveitando para nos contar mais acerca deste país envolto em escuridão. Por exemplo, o romance de Mi-ran e Jun-Sang que se conheceram à porta do cinema serve para nos explicar a importância que o regime de Kim Il-Sung atribuía aos filmes de propaganda.
«A LONGA NOITE DE UM POVO» foi escrito com o rigor de um documentário para ser lido com o prazer de um romance.

Pode comprar o livro aqui!