14 março 2012

SOBRE ARTE, TÉCNICA, LINGUAGEM E POLÍTICA

Autor: WALTER BENJAMIM

«O nome do filósofo cuja vida se extinguiu durante a fuga aos polícias hitlerianos foi adquirindo uma auréola nos quinze anos que decorreram desde a sua morte, apesar do carácter esotérico dos seus primeiros trabalhos e do carácter fragmentário dos últimos. O fascínio pela pessoa e oeuvre levam inevitavelmente a uma atração magnética ou a uma defesa estremecida. Sob o olhar das suas palavras tudo se transforma como se se tornasse radioativo. Mas a sua capacidade de distinguir constantemente novos aspetos das coisas — não tanto pelo processo que consiste em romper criticamente as convenções como pelo de relacionar-se com o objeto de acordo com a sua organização interna como se a convenção nenhum poder tivesse sobre ele — não pode apreender-se seriamente através do conceito de originalidade. Nenhum pensamento original desse homem inesgotável se assemelha a algo sem mistura.» T. W. Adorno

Com este livro é feita uma viagem através do pensamento de Walter Benjamim, filosofo, crítico literário, ensaísta e sociólogo, e em retrospetiva é dado a conhecer o seu contributo na maturação da teoria materialista da arte.
Assim, ao longo deste livro são compilados os trabalhos de reflexão deste autor. O leitor tem acesso ao ensaio “O Narrador”, onde Walter Benjamim aborda a obra de Nikolai Leskov. A Teoria das Semelhanças é também um dos capítulos de interesse neste livro, aqui o autor debate o mimetismo e como o Homem possui mais capacidade de produzir semelhanças do que a própria Natureza. O trabalho mais representativo da obra de Walter Benjamim não podia ficar de fora deste livro, pode-se ler a “A Obra de Arte na Era da Sua Reprodutibilidade Técnica” que incide na influência da sociologia sobre as artes plásticas, trata-se da compreensão das artes com particular enfoque no cinema, e da forma como a arte está “submetida ao decurso da evolução social”. Destaque ainda para o capítulo “Problemas da Sociologia da Linguagem” onde o autor, dado o seu profundo conhecimento em filosofia da linguagem e Psicologia, relaciona a influência da comunidade linguística sob a linguagem dos indivíduos à psicologia da infância.
Esta obra fica ainda mais completa com a “Pequena História da Fotografia”, “O Autor enquanto Produtor”, “ Teses sobre a Filosofia da História, “O Brinquedo e o Jogo”, “Sobre a Linguagem em Geral e sobre a Linguagem Humana”, e finaliza com o “Curriculum Vitae, Dr. Walter Benjamim”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário