29 outubro 2011

CLARABOIA

Autor: JOSÉ SARAMAGO
Editora: CAMINHO

«Claraboia é a história de um prédio com seis inquilinos sucessivamente envolvidos num enredo. Acho que o livro não está mal construído. Enfim, é um livro também ingénuo, mas que, tanto quanto me recordo, tem coisas que já têm que ver com o meu modo de ser.» José Saramago

Um romance de época que José Saramago acabou de escrever a 5 de Janeiro de 1953 e assinou com o pseudónimo «Honorato».
Com personagens muito caricatas, quase tão distantes como comuns, cujas vidas privadas se tornam públicas para todos os leitores de CLARABOIA. Capítulo a capítulo entramos em casa de cada um dos inquilinos. Entre eles destacam-se o senhor Silvestre (o sapateiro) e a mulher, dona Mariana, que vivem um casamento feliz;  Abel (o hóspede deste casal); a dona Cândida (mãe de Isaura, uma leitora voraz e de Adriana, que prefere escrever no seu diário) e a dona Amélia (irmã da dona Cândida, que é parca em palavras contudo muito perspicaz); a dona Justina, a doente casada com o boémio Caetano; a dona Rosália, que venera o marido, e o senhor Anselmo, que pensa que controla tudo (pais de Maria Cláudia, uma bela moça de 19 anos); a dona Carmen, mulher do pacato Emílio e mãe do Henriquinho, que se considera uma "disgraciada" e, ainda, a dona Lídia, mulher independente cuja vida causa alguma estranheza nos vizinhos. Seis apartamentos, seis estórias.
Um enredo simples, bem conduzido, que não sendo a melhor obra de Saramago merece todo o respeito.

Pode comprar um exemplar deste livro aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário