16 outubro 2011

A ARTE DAS BASES DE DADOS

Autor: CARLOS PAMPULIM CALDEIRA
Editora: SÍLABO

O planeamento é a mãe de todo o sucesso.
Uma ideia tão simples que se expressa numa única linha, mas que no entanto não é habitualmente levada a sério.
Ao longo de cerca de um quarto de século dedicado ao ensino e investigação de matérias associadas com o mundo das bases de dados relacionais, tenho-me deparado com inúmeras situações em que a pressa e o desleixo na conceptualização destes sistemas têm conduzido a produtos imaturos, pouco rigorosos, e imediatamente desactualizados desde o seu primeiro dia de funcionamento.
Os resultados provocados nas organizações por esses maus produtos variam entre dois extremos: o completo desinteresse pelo conceito de «base de dados» até ao colapso organizativo e económico da entidade que encomendou uma base de dados e recebeu uma tulha de dados.
O «fazer» uma base de dados é mais do que construir meia dúzia de tabelas num modo ad hoc com a esperança de que a velocidade de desenvolvimento daí resultante consiga impressionar o utilizador final; a construção de uma base de dados é um processo sujeito a normas analíticas e técnicas precisas e bem conhecidas que devem ser seguidas em determinada ordem, desde a etapa de conceptualização até à fase de construção física da base de dados.
Assim como um cirurgião ortopedista segue um determinado procedimento para reparar uma fractura num osso, também o especialista em base de dados tem que obedecer a uma conduta tecnológica de modo a obter um produto final válido tecnicamente, e que devolva à organização um valor acrescentado.
O segredo no sucesso no desenvolvimento de Sistemas de Informação em geral e, em particular em Base de Dados Relacionais, é assim a organização.
O conteúdo deste livro destina-se a «meros mortais» como sejam, por exemplo, gestores ou investigadores e estudantes nas mais variadas áreas da ciência e tecnologia. Os temas são apresentados de uma forma simples, sem a complexidade desnecessária habitual em certos livros de informática, nem a superficialidade existente noutros.

Dificilmente encontramos livros tão oportunos e pertinentes como este trabalho de Carlos Pampulim Caldeira. Nomeadamente porque as bases de dados desempenham um papel fundamental no que hoje tantas vezes designamos por Sociedade da Informação
Em A ARTE DAS BASES DE DADOS o conhecimento é transmitido de forma sucinta mas totalmente eficaz.
Com este livro ficamos a conhecer o fundamental sobre Base de Dados, sendo que este faz uma abordagem ao: Desenho do Modelo de Dados; Desenvolvimento da Aplicação; Exploração da Informação; A Ecologia da Informação e, ainda, Administração da Base de Dados.
Note-se que apesar dos exemplos de aplicação sejam para Oracle e SQL Server as soluções apresentadas são válidas para qualquer sistema de base de gestão de base de dados, seja, comercial ou de livre acesso.
Para todos aqueles que considerem as bases de dados como um forte aliado na tomada de decisões estratégicas este livro é um “must have”.

Carlos Pampulim Caldeira é doutorado em Sistemas de Informação e é pioneiro na utilização de sistemas de bases de dados em Portugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário