20 agosto 2011

PASSATEMPO "A CABEÇA DE SÉNECA"

O blog Cita-Livros tem um novo passatempo!
Desta vez, vamos oferecer um exemplar do livro "A cabeça de Séneca" de Paulo Bugalho, numa parceria com a editora Gradiva.
Para se habilitarem a ganhar este livro têm de indicar um ou mais problemas que podem resultar de um triângulo amoroso, em forma de comentário a este post. No final, têm de colocar o vosso nome e email.
Não existe limite de comentários por pessoa.
Este passatempo é válido até dia 4 de Setembro.
O vencedor será anunciado no dia 6 de Setembro e contactado por email de modo a indicar a morada na qual deverá ser entregue o prémio.

Boa sorte!

75 comentários:

  1. Confusão, suspeição e finalmente separação!

    ResponderExcluir
  2. DIVÓRCIO

    nome: Ângela Magalhães da Costa
    email: angela22costa@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. desconfiança, tristeza e indiferença.

    Nome: Patrícia Meireles
    E-mail: menfisergo@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Amor,desilusão...separação

    ResponderExcluir
  5. Dor e separações.

    Nome: Claudia Teles
    E-mail: cljteles@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. ... ciúme, inveja, ódio, fúria ...

    Nome: Cátia Oliveira
    E-mail: catia.g.oliveira@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. ... rancor, desilusão, amargura, angústia...

    Nome: Cátia Oliveira
    E-mail: catia.g.oliveira@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. ... rancor, desilusão, amargura, angústia...

    Nome: Cátia Oliveira
    E-mail: catia.g.oliveira@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. ... ressentimento, despeito, desconfiança, rivalidade, disputa...

    Nome: Cátia Oliveira
    E-mail: catia.g.oliveira@gmail.com

    ResponderExcluir
  10. Nome: Ana Sofia
    Email: anasofia000@gmail.com

    Problemas: vida dupla; dilemas; perder o amor-próprio; desrespeito por todos; perder a capacidade de compreensão; sentimentos distorcidos.

    ResponderExcluir
  11. Ana Carolina Costa, carolcosta4@gmail.com


    Desrespeito, desconfiança, desilusão e rancor

    ResponderExcluir
  12. Ciúme e desconfiança

    Marta Martins, uma.pegada.feminina@gmail.com

    ResponderExcluir
  13. Anônimo disse...
    Amor,desilusão...separação
    Porque me esqueci de pôr o nome e o email aqui vai:
    Jorge Manuel Sa martins
    Email: jorgemartins_cpv@hotmail.com


    20 de agosto de 2011 15:33

    ResponderExcluir
  14. Tristeza sem fim, dor incomensurável, ciúme nefasto, divórcio traumático, homicídio/suicídio irremediável!
    Maria
    mja1950@gmail.com

    ResponderExcluir
  15. Ressentimentos, falta de auto-estima, separação/divórcio, depressão e traumas.

    Ana Luísa Fernandes
    luisaa_3@hotmail.com

    ResponderExcluir
  16. Ciúmes,Raiva,Desilusão,Perda de Auto-Estima,Tristeza,Rancor,Separação,Incompreensão...
    Vingança e Obsessão resultante muitas das vezes em Crimes.

    Magali Viana Martins
    magalivianamartins@gmail.com

    ResponderExcluir
  17. Confusão e agressão
    carla neves
    cfdneves@gmail.com

    ResponderExcluir
  18. Há sempre alguém que não tem o que quer!

    Lídia Dias
    lidiadias_mb@hotmail.com

    ResponderExcluir
  19. Enormes dores de cabeça na conjugação de horários, nomes, lugares (no caso de nenhuma das partes saber da outra)...
    Filhos perdidos, sem verdadeiro pai que os conheça e/ou reconheça...
    Perda de paz, loucura, morte...

    Isabel Cachinho
    isabelcachinho@yahoo.com

    ResponderExcluir
  20. Desconfiança, ressentimento, stress... Dependerá de cada um e do ponto em que se encontra a relação!


    Carla Martinho
    carla.s.martinho@gmail.com

    ResponderExcluir
  21. Ciúme, sofrimento, desilusão...

    Patrícia Magalhães
    lum1988@sapo.pt

    ResponderExcluir
  22. se basta comentar para ganhar eu já comentei...

    ResponderExcluir
  23. beijinhos espero ser uma ganhadora do sorteio.

    ResponderExcluir
  24. Para as duas pessoas que têm sentimentos por uma só pessoa assim que descobrirem a existência de um e vice-versa será uma mistura de rancor, dor e ódio enquanto que a pessoa que está envolvida com duas estará muito confusa e arrependida, não sabendo o que fazer ou eventualmente quem escolher.


    Morada: Avenida Marquês de Pombal Lote 6 Sul 6ºEsq.

    E-mail : girlwithbrains_me@hotmail.com

    ResponderExcluir
  25. Stress, angustia e adrenalina a mais...

    Nome: Maciel da Rocha Carvalho

    E-mail: macielcarvalho17@hotmail.com

    ResponderExcluir
  26. Um triângulo amoroso é o expoente máximo da avidez e estupidez masculina misturada com a habitual falta de sentido prático. O habitual pensamento homo-sapiens "quanto mais melhor" está até fora de moda. Amar uma única mulher com todas as nossas forças e ser o protótipo do homem ideal é o caminho. Amem-se.

    Rua da Junqueira de Cima,nº509 1º andar 4405-872 V.N.Gaia
    tiago_filipe29@hotmail.com

    ResponderExcluir
  27. Inscrivel!

    Nome: Sigrid Uib
    E-mail: siki03@hotmail.com

    ResponderExcluir
  28. Ciúme, violÊncia, competição
    Um para dois nunca pode resultar
    Se uma das partes fôr Escorpião
    O cenário piora e pode mal acabar

    Patrícia Dias
    patiinha_@hotmail.com

    ResponderExcluir
  29. o maior problema e mesmo arranjar lugar num bom restaurante

    Paulo Teles
    Pubbrottas@gmail.com

    ResponderExcluir
  30. um filho e não saber quem é o pai...

    ResponderExcluir
  31. um filho e não saber quem é o pai...

    Maria Aguiar
    maria9aguiar@gmail.com

    ResponderExcluir
  32. Receita para a tríada amorosa perfeita:
    uma pitada de ciume;
    um raminho de mau sexo;
    2 pessoas descontentes,
    1 pessoa confiança e sedutora;
    envolva tudo com uma família possessiva
    adicione falta de dinheiro q.b.
    e um desemprego pelo menos.
    Deixe alourar em "muito tempo para pensar"
    Polvilhe com vida rotineira
    e sirva numa toalha com nódoas e um traje sem glamour...

    ... não se esqueça que a sobremesa virá a seguir e será de certeza da porta de casa para fora!!!

    Nome: Cris Rodrigues
    e-mail: cmr.escola@gmail.com

    ResponderExcluir
  33. Separação, ódio, conflito...
    Nome: Paula Teorgas
    Email: paulateorgas@gmail.com

    ResponderExcluir
  34. Com tanta loucura que anda ai, não me admira que comecem a surgir novos modelos de triângulos, com mais de 3 "bicos", muitas arestas por limar e ângulos, decididamente maléficos para as costas e outras partes do corpo, incluindo a cabeça... não me admirava nada que aparecessem também triângulos com curvas demasiado sinuosas e sinistras, onde por exemplo o melhor amigo gay dela, se torna no amor da vida dele... que até então eram só amigos, marido e mulher... mas depois afinal o gay era bi e percebeu que sempre gostou da amiga... então já ninguém é de ninguém, podem todos viver na mesma casa e quem sabe ainda podem todos juntos ter filhos!?
    Perfeito, não!?

    nome: Manuel F. N. Rodrigues
    mail: tbf.transportes@gmail.com

    ResponderExcluir
  35. ANOREXIA, DEPRESSÃO, SUICÍDIO

    nome: Sónia Fialho Felizardo
    email: sonia_ritinha@hotmail.com

    ResponderExcluir
  36. Na era "pós-socrática" que vivemos em Portugal já há muito que a soma do quadrado dos catetos não conduz à hipotenusa. As hipotenusas dos nossos dias submetidas às diatribes quânticas expressas pela teoria do caos tendem a olvidar os paradigmas instituídos, os princípios dogmáticos e as verdades de La Palisse e a bipolaridade das relações amorosas é hoje alvo dos mais acérrimos ataques iconoclastas. Face a este cenário, hà catetos que se divorciam e desfazem o triângulo, há catetos que procuram equilibrar a equação e convocam outra hipotenusa para a relação e formam um quadrado amoroso, criando uma sobrepopulação crescente dos ãngulos e dos vértices e uma perigosa miscigenação das áreas e perímetros.

    Rui Carneiro
    ruicarneiro78@gmail.com

    ResponderExcluir
  37. De um triangulo amoroso saí sempre um a perder...
    Vera Batista dos Santos
    verabatista4@gmail.com

    ResponderExcluir
  38. Amargura, decepção e sofrimento
    rita martins
    ritamartins11@gmail.com

    ResponderExcluir
  39. Insegurança, desconfiança, egoismo e perdas

    Leonor Lopes
    e-mail: leonorferreiralopes@hotmail.com

    ResponderExcluir
  40. Disputa, suspeição, sofrimento, divertimento, trabalho.

    Ricardo Ayala Pereira
    Ricardo.ayala.pereira@gmail.com

    ResponderExcluir
  41. Desconfiança e ciúme
    carla neves
    cfdneves@gmail.com

    ResponderExcluir
  42. As pessoas podem-se picar nos bicos do triângulo.
    Estou a brincar ;)

    Um triângulo amoroso só por si já é um problema. Do ponto de vista de alguém que está a ser "disputado" por duas outras pessoas é muito complicado porque uma dessas duas pessoas poderá fazer parte da sua vida durante um período de tempo e é uma decisão muito importante. Não é fácil lidar com os sentimentos de outras pessoas, especialmente quando são tão intensos como o amor. Penso que a confusão emocional e a indecisão são os primeiros sintomas/problemas.
    Quando se é o indivíduo que está a disputar o/a amado/a os sentimentos alteram-se para desespero, sofrimento e possivelmente solidão e um belo de um coração partido.

    Independentemente do ponto de vista, o triângulo amoroso é um dilema. Um daqueles que deve ser ponderado com muita sensatez.

    Helena da Silva
    bloguelafemme@gmail.com

    ResponderExcluir
  43. quando comentei me esqueci de deixar meu mail para me poderes contactar se eu for vencedora do sorteio,portanto aqui fica ele.

    ResponderExcluir
  44. adrianodominguesgoncalves123@live.com.pt

    me contacta se eu for vencedora ok??!!

    beijinhos!!

    ResponderExcluir
  45. Um dos problemas é confundir o nome das duas outras pessoas e isso levar a que descubram o respectivo triângulo.

    Rodolfo
    rodolfodegues@gmail.com

    ResponderExcluir
  46. De um trinângulo amoroso resulta em ferida! Um dos vértices acabará por picar, ferir e destruir uma das arestas e o triângulo deixará de existir!

    Andreia Silva
    andreiasilvabgum@gmail.com

    ResponderExcluir
  47. São diversos os problemas resultantes de um trio amoroso. Considero estes três os que mais frequentemente ocorrem: desconfiança, quebra dos laços de amizade e constante sofrimento.

    Ana Beja
    anafbeja@gmail.com

    ResponderExcluir
  48. A constante desconfiança leva a uma profunda angústia, revolta e desilusão com o amor e o Humano.

    Luísa Marques
    luisa.omarques@gmail.com

    ResponderExcluir
  49. Tristeza do tamanho do universo!
    Insegurança do tamanho do mundo!
    E a destruição de uma união!

    Raquel Carvalho
    racc@netcabo.pt

    ResponderExcluir
  50. Traição, desilusão, mágoa

    Rita Bastos

    ritaabastos@gmail.com

    ResponderExcluir
  51. Indiferença

    Sara Correia
    correia.sc@gmail.com

    ResponderExcluir
  52. Os problemas podem ser vistos de vários prismas:

    Antes de armar o esquema: Dividir o tempo entre duas pessoas o que implica uma rede de mentiras

    Durante o esquema: O medo de ser descoberto

    Após o falhanço do esquema: Enfrentar a vida sozinho porque preferiu ter dois pássaros a voar do que um na mão

    dannysj@gmail.com

    ResponderExcluir
  53. problemas não faltam desde raiva, rancor, tristeza, amargura, desconfiança,...

    maria armanda marques
    marm211@gmail.com

    ResponderExcluir
  54. Num triângulo amoroso, o início marca-se pela euforia de que se tem duas pessoas que são suas, que o ouvem, que o completam, e que não conseguiria abdicar de nenhuma porque a soma dessas partes é muito mais do que poderia com somente uma... No entanto, o evoluir das relações humanas tende a demostrar sistematicamente que o sentimento de preenchimento não se obtém do somatório aritmético do número de pessoas que nos rodeia, mas sim da profundidade dos elos que conseguimos estabelecer com elas...desta forma, a sensação de vazio será um potencial problema nestes casos.
    Catherine Maia Gonçalves
    cath914644672@hotmail.com

    ResponderExcluir
  55. Falta de Respeito por nós próprios,egoísmo,ilusão.

    Miguel Magalhães
    mjsm1689@gmail.com

    ResponderExcluir
  56. Pode resultar uma vida dupla, e caso não se saibam escolher as parceiras ou parceiros, a história pode acabar muito mal, pois há pessoas que quando descobrem que são traídas, ficam cegas pela dor e pela fúria, e são capazes de cometer as mais variadas loucuras, destruindo vidas, por vezes no sentido literal da palavra, vidas essas muitas vezes inocentes, como é o caso dos filhos, que não têm culpa dos erros dos pais...

    Nome: Inês Salgueiro Torres
    Email: inesstorres@hotmail.com

    ResponderExcluir
  57. Os problemas que podem surgir num triângulo amoroso são vários, como desconfiança, ciúmes sentisse usada,raiva, vingança, etc.
    As pessoas já não se respeitam.

    Nome: Sílvia Da Silva
    e-mail: simary85@hotmail.com

    ResponderExcluir
  58. Os problemas gerais que podem surgir num triângulo amoroso começam por ser o desinteresse, desconfiança, traição, negação.

    Nome: Susana Fernanda Passos Costa
    email:susanapassoscosta@gmail.com

    ResponderExcluir
  59. Frustação, vingança, desgosto.

    Nome: Joana Filipa Maio Lourenço
    Email: ragazza04_@hotmail.com

    ResponderExcluir
  60. Os problemas em geral são aqueles que aqui já foram descritos, resta também referir que os filhos dessas pessoas vão acabar por sofrer muito com essa situação, pois as crianças são muito astutas e apercebem-se que algo está errado. Os adultos sofrem, mas normalmente avançam na vida, as crianças vão ficar com marcas que as transformaram em adultos mais complicados e possivelmente revoltados.

    Luisa Figueiredo
    raizqua@gmail.com

    ResponderExcluir
  61. Falta de tempo para o diálogo, desconfiança e problemas financeiros.

    ttripeiro@gmail.com

    ResponderExcluir
  62. Ciúme, medo de fazer escolhas de vida e perda do amor-próprio.

    tiago
    aquilesfcp@hotmail.com

    ResponderExcluir
  63. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  64. O amor é ilimitado e pode ser vivido de qualquer forma. Cada pessoa é que tem de o viver. O triangulo amoroso pode ter desvantagens e criar problemas a quem o vive, nomeadamente o ciúme que no início pode não existir mas acabará por surgir e destruir o que é belo, a falta de amor próprio que poderá surgir pois o sentimento de partilha por vários poderá pôr os sentimentos ao de cima; e o respeito por si próprio e pelos outros também poderá ser um problema. Mas um dos mais graves problemas poderá ser o sofrimento, a dor que poderá advir deste triangulo. Bem haja ao amor seja ele de que forma for.
    pelisabet@gmail.com

    ResponderExcluir
  65. Amor próprio, desespero, ciume, desrespeito e dor, eis o que o triangulo pode trazer como problemas assim como muito outros.

    jfrancisco1999@gmail.com

    ResponderExcluir
  66. Ciume, Amor e Desilusão!

    Joel Duarte da Silva Rocha

    juelrocha_bvl@hotmail.com

    ResponderExcluir
  67. Num triangulo amoroso pode surgir a tristeza e o desgosto, seguidos de divórcio e talvez seguidos de amor, felicidade e mais respeito pelo outro (para os três)! Espero sempre um final feliz em cada história! Todos devemos esperar e aproveitar cada nova oportunidade que surge na nossa vida!

    Tatiana Pimenta
    tati.net@gmail.com

    ResponderExcluir
  68. Indiferença.

    João dos Santos
    joao.m.santos@hotmail.com

    ResponderExcluir
  69. A poligamia é um conceito interessante mas perigoso, pelo menos quando praticado em sociedades monoteístas e conservadoras como a nossa. Interessante porque o amor deve ser liberal, se o casamento homosexual é permitido porque não o amor a três? Contudo iria descambar em preconceito, desconfiança e perseguição por todos os agentes envolvidos, penso eu...

    ResponderExcluir
  70. Confusão e stress, muito stress!!!

    helena frontini
    helenafrontini@hotmail.com

    ResponderExcluir
  71. O pior, seria perder dois amigos...

    Joana Belo
    joana_753@iol.pt

    ResponderExcluir
  72. Cátia G. Oliveira3 de setembro de 2011 20:51

    Geometricamente, o triângulo ilustra bem as relações humanas, pois é uma figura composta por três linhas que, simultaneamente, unem e afastam três ângulos. Tal como na vida, as relações amorosas, com tudo o que trazem de felicidade e de sofrimento, promovem a aproximação e o afastamento entre os amantes. Penso que num triângulo amoroso coabitam três realidades distintas, porque cada um dos intervenientes vive a relação amorosa de modo particular. Para começar, cada um traz o seu passado amoroso, com as suas conquistas, feridas, alegrias e tristezas, sucessos e insucessos.Os amores e desamores de cada interveniente condicionam o posicionamento de cada um no triângulo amoroso, cada um se posiciona num determinado ângulo e vive a relação amorosa à sua maneira. A partir daí,o bom e o mau caminham a par e progridem na mesma proporção: alegria e tristeza; encantamento e desilusão;luxúria e aversão; partilha e ciúme; euforia e depressão ;preenchimento e vazio; êxito e fracasso...

    Cátia Gomes de Oliveira
    catia.g.oliveira@gmail.com

    ResponderExcluir