05 maio 2011

A IMPLANTAÇÃO DA REPÚBLICA NA IMPRENSA PORTUGUESA


Autor: NAIR ALEXANDRA
Editora: TEMAS E DEBATES


O que publicavam os jornais em 1910? Um longo arco de tendências, dos republicanos à coligação de direita que concorreu às eleições de 28 de Agosto, marcava o clima político. No centro das discussões estavam o papel da Coroa, a Igreja, as questões sociais. A refrega eleitoral decorreu num clima de acusações e ataques. Houve padres que fizeram comícios a partir do púlpito e do confessionário. Houve vagas de greves com crianças operárias e concursos de beleza infantil. Vagas de mau tempo já tinham marcado o ano agrícola, mas 1910 iria ser muito mais do que um ano duro nos campos e agitado nas cidades. A imprensa foi um reflexo e uma testemunha particular dessa altura em que foram assaltadas redacções e em que, fora da capital, jornalistas procuravam passageiros dos barcos para confirmarem que naquela madrugada de Outubro a bandeira republicana flutuava nos edifícios de Lisboa.

Tal como diz Nair Alexandra neste livro “a consulta da imprensa é uma fonte fundamental para se conhecer melhor um momento da História do país”. De facto, podemos descobrir muito do que se pensa e do que se faz em determinado momento da história de um país através do que vem publicado na imprensa, seja opinião de peritos, relatos vivenciais ou até mesmo as imagens (fotografias).
Este livro, dedicado à Implantação da República Portuguesa é verdadeiramente interessante para os alunos de Comunicação verem o que se dizia e como se escrevia e transmitia uma notícia no início do século XX, um período histórico que também pode interessar a todos aqueles que estudam e investigam na área das ciências sociais.
Eu adorei ler este livro e faço votos para que no futuro o trabalho dos colegas jornalistas também seja objecto de análise, de investigação e de publicação.
Vou guardar este livro como um pequeno tesouro.

PODEM COMPRAR ESTE LIVRO AQUI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário