31 dezembro 2011

INVEST [83]

Revista: INVEST
Número: 83

Nesta edição fique a conhecer o fenómeno recente do negócio em torno das escolinhas de futebol. A tendência de criação destas estruturas, os números, as dificuldades e as oportunidades. Saiba, também, quem são os ex-futebolistas que estão a dar a cara por estas "Fábricas de craques".
O destaque vai também para jovens inovadores portugueses.Por um lado, João Oliveira e Pedro Filipe, criadores da Earbox, põem literalmente a roupa a dar música (sem headphones). Por outro lado, o atelier Contaminar formado por Frederico Loureano, Romeu Sousa, Hugo Rainho, Ruben Vaz e Joel Esperança, onde se fazem casas à medida a pensar na forma como vão ser usadas, através das vivências e necessidades do cliente. Além destes, de realçar uma produtora independente de filmes, a Lua Filmes, de Carlos Barros, que é especializada em filmes para empresas.
Em análise, Ellen Kiss explica de que forma o Design Thinking é uma inspiração para a inovação e transformação organizacional, enquanto Paulo Bento reflecte sobre o modelo sócio-económico dos ricos.
Saiba, ainda, quem são e o que fazem as melhores empresas da Guarda e de Viseu.

Saiba com pode ser assinante da Invest aqui.

RH MAGAZINE [77]

Revista: RH MAGAZINE
Número: 77

Nesta edição é feita uma apresentação do conceito de outplacement que, segundo Ana Rijo da Silva, directora da RH Magazine, pode ser analisada de três perspectivas: como "uma das componentes a incluir no pacote negocial apresentado ao trabalhador a título de compensação pela sua saída", ou como "uma medida que evidencia a responsabilidade social da empresa" e ainda através do "efeito que as iniciativas de outplacement bem sucedidas podem ter junto dos trabalhadores que continuam a colaborar com a empresa". Este conceito é desenvolvido por José Coelho Martins (consultor de recursos humanos) nas páginas 26 a 31.
No artigo "A nova era da revolução demográfica", Luís Monteiro, coordenador corporativo de recursos humanos do Grupo Mota-Engil, ajuda a entender a construção de um business plan para gerir a alteração demográfica, onde nos diz, por exemplo, o que irá mudar na agenda da gestão das empresas e o que estas podem fazer para alavancar a motivação e produtividade de cada um dos segmentos demográficos apresentados.
A externalização é outro ponto interessante desenvolvido nesta edição por Leandro F. Pereira, director na unidade de negócio e project managment da GTBC. O autor explora os conceitos de franqueza, melhoria contínua, medo e humildade, associados à externalização.
Além destes, pode ainda ler-se o artigo de Filipa Lopes dos Reis (professora associada na Universidade Lusófona) sobre a dimensão dos recursos humanos no sistema de gestão nipónico em Portugal. Sabia que as "empresas com capital nipónico baseiam as suas estratégias competitivas na qualificação dos recursos humanos e nas tecnologias"?
As grandes entrevistas desta edição foram feitas a Francisco Cesário, director de contratação e gestão de parceiros da PT Contact e a Luís Portela, chairman da Bial.

Saiba como ser assinante desta revista aqui.

29 dezembro 2011

GUIA DE PORTUGAL DE A a Z

Autor: LEONEL MOREIRA DE OLIVEIRA

Guia de Portugal de A a Z percorre, passo a passo, o território do Continente, dos Açores e da Madeira, para dar a conhecer em pormenor as características e os valores naturais e culturais de todo o espaço português. Ilustrado com 150 fotografias a cores, realizadas por sete fotógrafos de renome, e incluindo mais de 100 plantas de localidades, este guia constitui uma obra ímpar que permite ao leitor situar-se no local e no tempo de cada um dos temas mencionados. As áreas contempladas vão desde os polos de atividade económica e as vias de comunicação aos monumentos civis e religiosos, passando por museus, figuras ilustres de cada zona, artesanato, festas, feiras e feriados concelhios, gastronomia, desporto, locais paisagísticos e de veraneio, pousadas turísticas, termas, parques de campismo e paisagens protegidas.

Este é um livro de consulta rápida que transmite com objectividade muito do que precisa de saber sobre o território português. Para esse efeito em “Guia de Portugal de A a Z” tudo está organizado de forma meticulosa e nenhuma informação importante é deixada ao acaso.
Ao todo foram seleccionados, com base na sua importância, 111 locais para formar a espinha dorsal deste livro e todos são complementados pelas respectivas sedes de concelho, vilas e freguesias, perfazendo um total de 456 entradas. De modo a facilitar a pesquisa, o texto é acompanhado por logótipos associados a vários temas; pólos de actividade económica e vias de comunicação, gastronomia, figuras ilustres, entre outros.
“Guia de Portugal de A a Z” é por estas e outras razões uma fonte de informação abundante, de grande utilidade para o conhecimento da realidade portuguesa.

Pode comprar o livro aqui!

19 dezembro 2011

(DES)HUMANO, DEMASIADO (DES)HUMANO - O HOMEM NA ERA DIGITAL

Autora: MARIA ASSUMPTA COIMBRA
Editora: AFRONTAMENTO

Este livro não constitui apenas um esforço de legitimação da Maria Assumpta Coimbra em prol das novas tecnologias ou da sociedade digital em que o dedo é o órgão criador, mas representa uma importante reflexão em torno de temas que a Filosofia deve considerar com urgência, já que os novos espaços de nomadismo podem consubstanciar mutações decisivas, seja pela dilatação (ou retracção) da democracia, seja pela emergência de um outro tipo de subjectividade.
Penso que não podemos ainda declarar que o ciberespaço poderá promover, com as suas especificidades técnicas, uma nova civilidade e/ou uma nova urbanidade, mas estou certa que a revitalização do pensar depende da capacidade de experienciarmos os desafios e as questões que nos chegam do mundo contemporâneo, no sentido de esclarecermos o que a Filosofia deve fazer hoje e valorizarmos a construção de seres humanos capazes de afirmar, num espaço comum, a dignidade e liberdades humanas. [Paula Cristina Pereira, do «Prefácio»]

Integrado na dissertação de Doutoramento em Filosofia da autora, este trabalho, contudo, não se esgota dentro dos limites desta área científica. Isto porque se trata de “equacionar a Filosofia da Tecnologia como uma disciplina que, no âmbito da sociedade em rede, articula, de modo efectivo, a Politica, a Antropologia, a Ética e a Educação”.
O livro está estruturado em três partes, onde a autora debate com elevado rigor o questionamento da condição do Homem actual, as acepções sobre o futuro do Humano e, ainda, a posição de Pierre Lévy e as suas implicações na caracterização do Humano.
Com a chancela de qualidade da Universidade do Porto, “(DES)HUMANO DEMASIADO (DES)HUMANO”  é , portanto, uma leitura que promete suscitar o interesse nos mais diversos quadrantes de investigação, tal é a relevância e a actualidade da problemática em reflexão.

Saiba mais sobre o livro aqui!

17 dezembro 2011

INDÚSTRIA E AMBIENTE [70]

Número: 70

O foco desta edição é o "ambiente e saúde".
Os meios urbanos foram analisados de várias perspectivas. De facto, actualmente as cidades são o espelho de extremos, como por exemplo, muito ricos e muito pobres ou bem informados e mal informados. Há cidades de sucesso que são centros de empreendedorismo e inovação, sendo produtivas e proporcinando bem estar aos seus habitantes, mas paradoxalmente "algumas cidades cresceram e continuam a crescer demasiado - em 2015, haverá 82 megacidades - potenciando mega problemas: congestionamento, degradação ambiental, inadequação/falta de habitação e formação de guetos, com os fenómenos de marginalização e criminalidade". Pode ler mais sobre a saúde e qualidade de vida em meio urbano nas páginas 8, 9 e 10.
Outro artigo interessante pode ser lido na páginas 14 a 17, sobre a gestão da saúde e ambiente, onde é abordado, por exemplo, o impacto da poluição atmosférica (que é amplo). De facto, tal como é comprovado neste artigo, um controlo eficiente da poluição atmosférica, quer interior, quer exterior, pode contribuir significativamente para a prevenção de doenças.
Leia também sobre a segurança alimentar. Uma área em que na produção, transporte e armazenamento de alimentos é necessário desenvolver um conjunto de normas capazes de garantir produtos seguros para os consumidores. Conheça, nesta revista, os perigos mais relevantes para a saúde pública nas páginas 18 e 19.
Outro dos pontos em destaque é a qualidade do ar (nas páginas 20, 21 e 22).
Há também uma investigação de realce sobre a habitação e saúde no concelho de Arganil que teve como objectivo perceber se a antiguidade das habitações e a distância à sede do concelho influencia as condições de habitabilidade.

Se quiser ser assinante desta revista clique aqui!

12 dezembro 2011

CONTRATO DE TRABALHO

Autor: JOÃO LEAL AMADO
Editora: COIMBRA EDITORA

Esta edição do “Contrato de Trabalho” mantém as características das anteriores, contudo:
-procede às indispensáveis actualizações destacando a doutrina nacional entretanto produzida,
-efectua os necessários ajustamentos, começando a dar alguma atenção aos contributos doutrinais oriundos do Brasil
- introduz as inevitáveis correcções, para que esta obra seja um elemento útil de trabalho
A actualidade deste livro é por demais evidente, estando o país, e a Europa, numa conturbada época de crise, que parece, estar para ficar, no que ao Direito do Trabalho diz respeito, tanto o roteiro traçado no «Memorando da troika» como o próprio programa do XIX Governo Constitucional não deixam margem para dúvidas: vai haver mais um longo, complexo e decerto agitado processo de reforma legislativa, abrangendo múltiplos domínios do ordenamento jurídico-laboral:
-regime do despedimento,
-disciplina do tempo de trabalho,
-enquadramento da contratação colectiva.

Apesar de hoje ser algo garantido, o Direito do Trabalho é "um direito de formação recente, é um fenómeno moderno, é um direito jovem, com pouco mais de um século de existência".
Esta terceira edição (actualizada a 30 de Junho deste ano) é ideal para estudantes e profissionais da área. O autor, que também é docente, dá a conhecer a noção, o objecto e as características gerais do Direito do Trabalho, assim como, toda a envolvência do processo de formação do contrato de trabalho e, ainda, outras questões que interessam ao público em geral como: o período experimental, os direitos do trabalhador, o dever de assiduidade e o regime jurídico de faltas, a retribuição, a cessação do contrato de trabalho, entre outras.
Em suma, é um livro cuja consulta pode ser útil a qualquer momento.

Pode comprar um exemplar do livro aqui!

11 dezembro 2011

EM OBRA [0]

Revista: EM OBRA
Número: 0

EM OBRA é uma revista técnica que se assume como um instrumento prático de apoio à construção e a todos os intervenientes que actuam no sector. A sua criação em tempos de crise justifica-se porque esta foca-se em conteúdos para obras de pequena dimensão e reabilitação.
Há vários temas de interesse abordados nesta primeira edição, entre os quais destacamos:
- Caixilharia e vidros (perceba que tipo de materiais e de vidros se adequam melhor ao seu espaço);
- Revestimentos de protecção (o caso da CIN, por exemplo, com uma nova tinta para interior de depósitos de produtos alimentares);
- Equipamentos e máquinas para construção (o novo empilhador telescópico MT 625 ou as plataformas tesouras eléctricas 78sec - 100sec - 120 SE);
- Fachadas (a fixação oculta em fachadas ventiladas Simson Paneltack HM e as tintas Robbialac, cuja marca lançou uma nova tinta ideal para fachadas)
- Impermeabilização (os impermeabilizantes Sista Rubson, para fachadas e telhados);
- Isolamentos (o sistema de isolamento térmico pelo exterior de edifícios - Mapetherm, saiba como executar com imagens passo-a-passo);
- Sanitários (o espaço Roca Lisboa Gallery, onde pode ver uma sanita e lavatório num só);
- Sistemas construtivos (conheça os diferentes tipo de paredes e perceba o processo de construção das mesmas)
- Software (BIM, para análise de ciclo de vida, compatível com o estudo térmico e acústico do edifício).
Leia também um artigo sobre a construção em madeira e outro sobre a construção sustentável.
Conheça, ainda, um caso de estudo sobre o projecto de reabilitação e reconversão do Pavilhão dos desportos do Porto, implantado nos terrenos oitocentistas do Palácio de Cristal.

O Cita-Livros aprova esta nova publicação da Publindústria, principalmente pelo facto de ser uma revista prática (recheada de dicas e imagens elucidativas) e, também, por ser um instrumento que valoriza a reabilitação dos espaços.

10 dezembro 2011

TECNOHOSPITAL [47]

Revista: TECNOHOSPITAL
Número: 47

Na presente edição desta revista de engenharia e gestão de saúde, o foco é a manutenção hospitalar. Efectivamente, a manutenção é um aspecto crucial a ter em conta nas instalações hospitalares, pois, "todas as acções que são levadas a cabo por esta função revestem-se de um carácter decisor quanto à maior ou menor probabilidade de falha dos sistemas e consequente aumento do risco para as pessoas". A manutenção preventiva torna-se uma forma simples de evitar falhas e nesta edição pode saber quais são os factores a considerar na gestão do risco.
Há também um artigo sobre o uso de um programa de Asset Management (a possibilidade de optimizar a gestão dos activos físicos) aplicado a instalações e equipamentos hospitalares. 
Outro factor essencial na manutenção hospitalar são as auditorias de manutenção baseadas em elementos quantitativos e qualitativos em sistemas de saúde, também abordadas neste número da TECNOHOSPITAL.
Ainda neste dossier leia sobre os sistemas de suporte à decisão e gestão do conhecimento no âmbito da manutenção hospitalar e, ainda, sobre a análise de falhas e manutenção preventiva numa central de esterilização.
Entre os produtos e tecnologias divulgados nesta edição podemos realçar o módulo de prescrição electrónica ePM-RX, que permite, por exemplo, que o médico aceda a esta solução a partir de qualquer local e em qualquer computador; o sistema de limpeza de microfibras, uma nova solução de limpeza e higiene destinada a serviços hospitalares; o Sentinella, o mais recente equipamento para drenagem de tumores superficiais, cujos resultados "demonstram evidências totalmente fiáveis no mapeamento de nódulos sentinela no cancro da mama, ROLL, SNOLL, melanoma e tumores na cabeça e pescoço" e, ainda, um novo software de gestão do bloco operatório que permite além do planeamento dos actos cirúrgicos, o registo em tempo real de consumos e procedimentos de uma forma mais adequada.
Destaque ainda para o tema de capa, a entrevista a José Manuel Silva, bastonário da Ordem dos Médicos que abordou vários pontos de interesse.

Se quiser assinar a TECNOHOSPITAL clique aqui!

04 dezembro 2011

O ESSENCIAL DE NOVA IORQUE (1001 IDEIAS)

Autores: CAITLIN LEFFEL & JACOB LEHMAN
Editora: ESTAMPA

Nova Iorque é a verdadeira metrópole, a cidade que nunca dorme, um invulgar caldo de culturas; esta é uma cidade banhada pelo oceano, com rios, um lago e uma sonoridade muito própria, além de ser a capital gastronómica do mundo, o centro da arte e da cultura de renome internacional, bem como de marcas desportivas mundiais, já para não mencionar a mais vibrante e envolvente vida de rua possível.

Se Nova Iorque está na sua lista de cidades a conhecer, então este guia, com certeza, ser-lhe-à muito útil.
Porquê?
Porque não se trata de um guia convencional, não se limitando a fornecer as informações básicas que os guias do género fazem. Este livro quase nos faz sentir nova iorquinos, com ele conhecemos rituais e espaços que até alguns nativos desconhecem. 
Um aspecto curioso é que neste livro não encontramos imagens, apenas descrições. Mesmo assim, é um guia bastante sugestivo e completo, deixando-nos até com mais vontade de visitar a cidade.
Os autores (apaixonados pela cidade) tiveram o cuidado de investir meses de pesquisa para seleccionarem aquelas que acreditam ser "as melhores experiências desta cidade" e apresentá-las "tão especificamente quanto possível".
Conheça as 1001 sugestões que lhe permitirão conhecer Nova Iorque até ao mais ínfimo pormenor.

01 dezembro 2011

O ÚLTIMO SEGREDO

Autor: JOSÉ RODRIGUES DOS SANTOS
Editora: GRADIVA

Uma paleógrafa é brutalmente assassinada na Biblioteca Vaticana quando consultava um dos mais antigos manuscritos da Bíblia, o Codex Vaticanus. A polícia italiana convoca o célebre historiador e criptanalista português, Tomás Noronha, e mostra-lhe uma estranha mensagem deixada pelo assassino ao lado do cadáver.
A inspectora encarregada do caso é Valentina Ferro, uma beldade italiana que convence Tomás a ajuda-la no inquérito. Mas a sucessão de homicídios semelhantes noutros pontos do globo leva os dois investigadores a suspeitarem de que as vítimas estariam envolvidas em algo que as transcendia.
Na busca da solução para os crimes, Tomás e Valentina põem-se no trilho dos enigmas da Bíblia, uma demanda que os conduzirá à Terra Santa e os colocará diante do último segredo do Novo Testamento. A verdadeira identidade de Cristo.
Baseando-se em informações históricas genuínas, José Rodrigues dos Santos confirma-se nesta obra excepcional como o grande mestre do mistério. Mais do que um notável romance, O Último Segredo desvenda-nos a chave do mais desconcertante enigma das Escrituras.

É com agrado que o Cita-Livros vê o regresso da carismática personagem Tomás Noronha.
Neste novo livro, José Rodrigues dos Santos mantém-se fiel ao seu estilo, com um tema polémico e um enredo que deixa o leitor completamente absorvido. Assim, torna-se um prazer desbravar as páginas deste livro para descobrir o "Último Segredo".
Nós já sabemos qual é o segredo. E vocês?

Se ainda não sabem podem comprar o livro aqui!

19 novembro 2011

INVEST [82]

Revista: INVEST
Número: 82

Tal como o título sugere, o foco desta edição da INVEST é o crowdfunding. Traduzido à letra significa financiamento pela multidão e, de facto, é disso que se trata, de um financiamento colectivo, ou seja, pequenos donativos (neste caso monetários) de dezenas, centenas ou milhares de pessoas para um projecto ou um empreendedor em que acreditam. Esta é, provavelmente, uma das melhores soluções para quem quer levar a cabo uma ideia mas não consegue financiamento nos meios tradicionais. Actualmente existem três plataformas online que promovem estes projectos: Rede Biz, PPL e Massivemov. Para saberem como se podem candidatar ao financiamento ou como financiar leiam as páginas 12 a 15 desta edição.
Outra ideia de negócio interessante é a casa 100 por cento portuguesa que pretende valorizar os produtos nacionais. Patrícia Valinho idealizou este projecto que tem a casa piloto a ser preparada em Ferraria de S.João (numa das Aldeias de Xisto do Centro do país), mas já há planos para espalhar a ideia por outros locais, adaptando sempre o projecto a cada região e à matéria-prima lá existente.
Saiba também um pouco mais sobre o negócio do mobiliário e da decoração de marca nacional, que se deparam, por exemplo, com o problema da cópia das ideias e artigos originais.
Outros temas de interesse:
- uma empresa portuguesa (a Visionware) que por um lado detecta falhas de segurança e potencial de risco dos clientes e/ou, por outro, investiga e resolve incidentes que podem ir de um simples roubo de identidade electrónica até uma grande fraude informática com impacto global; 
- o futuro centro Barra Talasso que irá usar água do mar (com as características da água da Nazaré) para fins terapêuticos, de bem-estar e combate ao stress;
- a análise de Francisco Banha sobre o empreendedorismo e o capital de risco.

Pode tornar-se assinante da INVEST aqui!

16 novembro 2011

INVESTIGAÇÃO POR QUESTIONÁRIO


Autores: MANUELA MAGALHÃES HILL & ANDREW HILL
Editora: SÍLABO

Estruturado em quatro partes, faz a cobertura dos diferentes aspectos com que um investigador se confronta durante o processo da investigação — a construção das hipóteses, a construção do questionário, a análise dos dados e a elaboração do relatório — permitindo ao leitor escolher os assuntos que melhor se adaptem ao seu problema específico.
A abordagem dos temas é acompanhada por “Regras de Ouro” e/ou “Conselhos Práticos” para reforçar pontos importantes e guiar o leitor ao longo dos diferentes aspectos abordados.
A Parte 4 apresenta um pequeno case study construído para reforçar os tópicos abordados nos capítulos anteriores e incluir situações vividas na prática quando se desenvolve uma investigação por questionário.
O software informático SPSS é utilizado na exemplificação da criação do ficheiro de dados e da aplicação de técnicas estatísticas.

Precisam de fazer um questionário e não sabem como? Então, este é o livro que precisam de ter por perto.
O livro destina-se a alunos em ciências sociais e a profissionais com pouca experiência na área, uma vez que foi pensado para fornecer conselhos úteis que permitam que o leitor desenvolva adequadamente uma investigação feita por questionário.
Os autores não se cingem apenas à formulação do questionário, abordando o tema de uma forma mais abrangente e contextualizada. Na verdade, tudo está simplificado para ajudar o leitor.
De destacar que todo o livro é suportado pelos extensos conhecimentos científicos dos autores, tanto na área da matemática (métodos quantitativos) como da psicologia.

Saiba mais sobre o livro aqui!

01 novembro 2011

ENSINA-ME MAIS!

Autores: DEREK FAGERSTROM, LAUREN SMITH & THE SHOW ME TEAM
Editora: ESTAMPA

«Este livro é uma mina de ouro. Está repleto de informações úteis. Agora já consigo montar um touro mecânico, fazer sexo num elevador com o meu namorado imaginário e construir uma pistola de tatuagem. Se tivesse de escolher apenas dois livros para levar para uma ilha deserta, este estaria no topo da lista.» Amy Sedaris

"Ensina-me Mais! Instruções para a Vida, do dia-a-dia ao Exótico" é um livro peculiar.
Com os conhecimentos adquiridos neste "ENSINA-ME MAIS!" será capaz de, por exemplo, sobreviver ao ataque de uma anaconda, armadilhar uma casa de banho, esconder-se numa mala de viagem, viciar dados, impressionar os seus amigos ao servir três bebidas de uma só vez e saber como procurar o amor no supermercado.
Ou seja, é um manual de sobrevivência às peripécias mais insólitas da vida, assim como, um guia prático do desenrascanço para as situações mais comuns do dia-a-dia.
É, sem dúvida, um livro divertido, acompanhado por ilustrações que demonstram passo a passo como realizar as mais diversas actividades.
"Acima de tudo, é nosso desejo que este livro o encoraje a continuar a explorar todas as coisas bizarras e maravilhosas que a vida tem para nos ensinar". Derek & Lauren

Saiba como comprar o livro aqui!

30 outubro 2011

RH MAGAZINE [76]

Revista: RH MAGAZINE
Número: 76

A presente edição é maioritariamente dedicada ao uso das novas tecnologias na gestão de recursos humanos. Nesse contexto, João Silva Martins, director-geral da Randstad Technologies, fixou que é essencial que as organizações repensem a utilização das redes sociais. Já Rui Fiolhais, gestor do POPH (Programa Operacional Potencial Humano), reforçou o contributo do programa operacional para a melhoria da qualificação dos portugueses no que respeita às novas tecnologias. 
De destacar o artigo de José Bancaleiro, managing partner da Staton Chase Internacional, que explicou que daqui a alguns anos as metodologias usadas actualmente pelos gestores de recursos humanos estarão obsoletas e mostrou como já é possível descortinar as grandes linhas de tendência que orientarão a evolução da gestão de talentos. Assim, José Bancaleiro falou sobre o TRM (talent relationship management); o e-recruitment & social recruitment; a inventariação interna e segmentação de talentos e, também, sobre a retenção de talentos.
Ainda neste número, leia um artigo bastante esclarecedor, escrito por Rui Pedro Caramez e Ricardo Andorinho (consultores do Let'sTalkGroup), sobre o social media & e-recruitment.
Perceba, também, se o outsourcing é uma ameaça ou uma solução e conheça melhor a Oracle, através de Vítor Rodrigues (country manager da Oracle Portugal) e saiba, por exemplo, que tipo de pessoas é que esta empresa está a contratar.
Se está a considerar optar pelo teletrabalho leia o artigo de Manuel António Mendes, advogado, que esclarece pontos importantes a respeito do direito do trabalho nesta área.

Saiba como ser assinante desta revista aqui!

29 outubro 2011

CLARABOIA

Autor: JOSÉ SARAMAGO
Editora: CAMINHO

«Claraboia é a história de um prédio com seis inquilinos sucessivamente envolvidos num enredo. Acho que o livro não está mal construído. Enfim, é um livro também ingénuo, mas que, tanto quanto me recordo, tem coisas que já têm que ver com o meu modo de ser.» José Saramago

Um romance de época que José Saramago acabou de escrever a 5 de Janeiro de 1953 e assinou com o pseudónimo «Honorato».
Com personagens muito caricatas, quase tão distantes como comuns, cujas vidas privadas se tornam públicas para todos os leitores de CLARABOIA. Capítulo a capítulo entramos em casa de cada um dos inquilinos. Entre eles destacam-se o senhor Silvestre (o sapateiro) e a mulher, dona Mariana, que vivem um casamento feliz;  Abel (o hóspede deste casal); a dona Cândida (mãe de Isaura, uma leitora voraz e de Adriana, que prefere escrever no seu diário) e a dona Amélia (irmã da dona Cândida, que é parca em palavras contudo muito perspicaz); a dona Justina, a doente casada com o boémio Caetano; a dona Rosália, que venera o marido, e o senhor Anselmo, que pensa que controla tudo (pais de Maria Cláudia, uma bela moça de 19 anos); a dona Carmen, mulher do pacato Emílio e mãe do Henriquinho, que se considera uma "disgraciada" e, ainda, a dona Lídia, mulher independente cuja vida causa alguma estranheza nos vizinhos. Seis apartamentos, seis estórias.
Um enredo simples, bem conduzido, que não sendo a melhor obra de Saramago merece todo o respeito.

Pode comprar um exemplar deste livro aqui!

18 outubro 2011

COMPREENDER A ARTE

Autora: DIANA NEWALL
Editora: ESTAMPA

Maravilhosas reproduções de cerca de duzentas obras-primas do clássico ao contemporâneo. Um texto acessível que o vai ajudar a apreciar, perceber e desfrutar a pintura. Quadros que auxiliam a interpretação dos tema-chave e dos assuntos. Grande variedade de referências cruzadas, para facilitar a navegação entre trabalhos, análogos ou contrastantes. Dividido por temas e estilos, e depois cronologicamente, por forma a acompanhar a evolução das ideias. Suficientemente vasto para consistir num curso completo de como compreender a arte, mas simultaneamente susceptível de ser consultado como um guia.

Apreciar a arte é algo intuitivo, cada um vê e interpreta à sua maneira. Contudo, há aspectos fundamentais que nos ajudam a reconhecer o estilo e/ou a técnica utilizada e, assim sendo, a abordar a pintura de uma nova perspectiva, muito mais completa.
"Este livro explora a arte do Renascimento a partir do séc.XV, mas cada capítulo faz também uma breve retrospectiva para esquematizar os precedentes e formas visuais anteriores influentes." Com efeito, entre os nove capítulos deste livro pode perceber como avaliar os seguintes temas e estilos: o nu, o retrato, a pintura religiosa, o mito e alegoria, os temas históricos, a natureza-morta, a paisagem, o género e a pintura desde 1900 até ao presente. Cada capítulo pode ser lido como um todo.
Por sua vez, caso prefira aceder à informação através dos artistas o livro também conta com o índice remissivo que o ajudará nessa matéria.
Se pretende olhar para a pintura de uma forma diferente e mais profunda tem aqui um óptimo auxiliar para esse efeito.

16 outubro 2011

A ARTE DAS BASES DE DADOS

Autor: CARLOS PAMPULIM CALDEIRA
Editora: SÍLABO

O planeamento é a mãe de todo o sucesso.
Uma ideia tão simples que se expressa numa única linha, mas que no entanto não é habitualmente levada a sério.
Ao longo de cerca de um quarto de século dedicado ao ensino e investigação de matérias associadas com o mundo das bases de dados relacionais, tenho-me deparado com inúmeras situações em que a pressa e o desleixo na conceptualização destes sistemas têm conduzido a produtos imaturos, pouco rigorosos, e imediatamente desactualizados desde o seu primeiro dia de funcionamento.
Os resultados provocados nas organizações por esses maus produtos variam entre dois extremos: o completo desinteresse pelo conceito de «base de dados» até ao colapso organizativo e económico da entidade que encomendou uma base de dados e recebeu uma tulha de dados.
O «fazer» uma base de dados é mais do que construir meia dúzia de tabelas num modo ad hoc com a esperança de que a velocidade de desenvolvimento daí resultante consiga impressionar o utilizador final; a construção de uma base de dados é um processo sujeito a normas analíticas e técnicas precisas e bem conhecidas que devem ser seguidas em determinada ordem, desde a etapa de conceptualização até à fase de construção física da base de dados.
Assim como um cirurgião ortopedista segue um determinado procedimento para reparar uma fractura num osso, também o especialista em base de dados tem que obedecer a uma conduta tecnológica de modo a obter um produto final válido tecnicamente, e que devolva à organização um valor acrescentado.
O segredo no sucesso no desenvolvimento de Sistemas de Informação em geral e, em particular em Base de Dados Relacionais, é assim a organização.
O conteúdo deste livro destina-se a «meros mortais» como sejam, por exemplo, gestores ou investigadores e estudantes nas mais variadas áreas da ciência e tecnologia. Os temas são apresentados de uma forma simples, sem a complexidade desnecessária habitual em certos livros de informática, nem a superficialidade existente noutros.

Dificilmente encontramos livros tão oportunos e pertinentes como este trabalho de Carlos Pampulim Caldeira. Nomeadamente porque as bases de dados desempenham um papel fundamental no que hoje tantas vezes designamos por Sociedade da Informação
Em A ARTE DAS BASES DE DADOS o conhecimento é transmitido de forma sucinta mas totalmente eficaz.
Com este livro ficamos a conhecer o fundamental sobre Base de Dados, sendo que este faz uma abordagem ao: Desenho do Modelo de Dados; Desenvolvimento da Aplicação; Exploração da Informação; A Ecologia da Informação e, ainda, Administração da Base de Dados.
Note-se que apesar dos exemplos de aplicação sejam para Oracle e SQL Server as soluções apresentadas são válidas para qualquer sistema de base de gestão de base de dados, seja, comercial ou de livre acesso.
Para todos aqueles que considerem as bases de dados como um forte aliado na tomada de decisões estratégicas este livro é um “must have”.

Carlos Pampulim Caldeira é doutorado em Sistemas de Informação e é pioneiro na utilização de sistemas de bases de dados em Portugal.

13 outubro 2011

INVEST [81]

Revista: INVEST
Número: 81

Sabia que uma empresa portuguesa criou um "Facebook dos negócios"? Trata-se da plataforma Vortal Next que foi criada de modo a favorecer a internacionalização das empresas, facilitando a interacção com mercados desconhecidos.
Além disso, nesta edição da INVEST, são apresentadas embalagens comestíveis, uma inovação mundial em questões de embalagens alimentares levada a cabo pela Universidade do Minho.
Fique ainda a par das vantagens e inconvenientes de diversos equipamentos e sistemas de climatização e descodifique qual a melhor opção para si.
O grande destaque deste número é, sem dúvida, o projecto Smart Rural: "Imagine chegar a casa após um árduo dia de trabalho. Em vez de se sentar no sofá a ver televisão, pega no portátil ou na consola do miúdo para observar, em directo, o curral onde, a essa hora, já estará recolhida a cabra que adquiriu lá na aldeia (...). Aproveita para reservar o alojamento rural preferido da sua família, para aproveitar o passeio de BTT que tem direito no próximo fim-de-semana, isto pela boa performance do caprino em que investiu (...)". Isto e muito mais está a ser planeado na região de Peneda onde, actualmente, se estão a desenvolver vários projectos num laboratório vivo.

Pode assinar esta revista aqui!

10 outubro 2011

O LAGO DOS SONHOS

Autora: KIM EDWARDS
Editora: CIVILIZAÇÃO

Depois de vários anos no estrangeiro, Lucy regressa a casa. Encontrando-se numa encruzilhada na sua vida, sente-se perseguida pela morte misteriosa do pai, que ocorreu há uma década. Certa noite, já tarde, enquanto deambula pela enorme casa familiar na margem de um lago, descobre, escondida no assento de uma janela, uma coleção de objetos que, à primeira vista, parecem simples curiosidades, mas que depressa irão revelar uma complexa história familiar.
As saudades do passado, avivadas pelo reencontro com o seu primeiro grande amor, conduzem-na a situações inesperadas. Lucy descobre e explora os contornos do seu passado. A história da família como ela a conhecia é destruída – e, depois, dramaticamente reconfigurada, animando-a a viver com uma liberdade que ela nunca tinha experimentado antes.

Se leu o livro SEGREDOS DE FAMÍLIA de Kim Edwards com certeza prevê que este livro só pode ser bom. E tem razão, é verdadeiramente bom!
Em O LAGO DOS SONHOS a autora demonstra novamente a mestria na construção de romances onde o passado mexe com o presente.
Ao longo do enredo somos conduzidos por Lucy, uma jovem que regressa à terra natal e se vê envolvida na busca da verdade a respeito uma familiar sobre a qual, até então, ninguém ouvira falar. Para nos aproximar mais da estória, a autora faz descrições detalhadas que põem a nossa imaginação a fluir.
Apreciei particularmente o livro a partir da segunda metade onde tudo se começa a revelar.

Pode comprar o livro aqui!

09 outubro 2011

CÓDIGO DA ESTRADA


Esta edição de bolso inclui, além da versão actualizada do Código da Estrada, a compilação dos mais relevantes Sinais de Trânsito, assim como um conjunto de informações úteis e conselhos práticos para o condutor.
Matérias mais direccionadas aos condutores, como os efeitos da ingestão de álcool na condução ou a revalidação da carta, são complementadas com informações relativas aos veículos, como sejam o documento único automóvel e dicas para um menor consumo de combustível.
De cariz essencialmente prático, esta edição inclui ainda tabelas onde pode inscrever as principais operações de manutenção do seu veículo ou registar as médias de consumo de combustível.

Ideal para quem está a pensar tirar a carta e não só! De facto, tem várias dicas e informações que podem ser úteis para quem já conduz. Por exemplo, pode ler sobre eco-condução e carjacking.
Em duas palavras, este livro é: actual e completo.

Pode comprar o livro aqui!

08 outubro 2011

A EUROPA ERA MESMO ASSIM

Autores: JM e NS

Ao longo desta viagem, é possível acompanhar o ritmo e o batimento cardíaco de dois jovens à descoberta da Europa… Ambos sedentos de novidades, envolvem-se em inúmeras peripécias, reveladoras de toda a inocência e espanto de quem faz pela primeira vez… A cadência de viagem é facilmente absorvida e as circunstâncias levam a situações limite, ilustradas por opiniões simples e sinceras acerca de tudo e todos: os povos, os transportes, os países, o pão, o leite, a roupa, a polícia, os ladrões, a simpatia, a beleza, o cheiro... tudo isto de forma crua e sem filtros...

Não tendo pretensão a ser um “livro” (de acordo com a nota introdutória) e não sendo um livro politicamente correcto, A EUROPA É MESMO ASSIM é, contudo, um relato interessante da vivência de dois jovens que partem em descoberta da Europa. Jovens esses que apenas ficamos a conhecer por JM e NS.

Com efeito, chega mesmo a dar a impressão que estamos a ouvir um amigo próximo contar as mais diversas experiências de uma viagem, tal é a forma descomplexada com que as peripécias são retratadas.
Difícil mesmo é ler cada pedaço deste livro sem desejar fazer as malas e partir rumo à aventura.
Europa, here we go!

Pode encomendar este livro aqui!

03 outubro 2011

EMPREENDEDORISMO E MOTIVAÇÕES EMPRESARIAIS NO ENSINO SUPERIOR

Autores: PEDRO PARREIRA, FRANCISCO COSTA PEREIRA, NUNO VIEIRA E BRITO
Editora: SÍLABO

Será que o empreendedorismo se ensina ou é elemento integrante do perfil genético de cada indivíduo, explicando comportamentos, atitudes e a sua relação com a sociedade, organizações e empresas? Como pode o Ensino Superior contribuir para melhor educar e formar os seus alunos, promovendo o desenvolvimento das suas competências pessoais e científicas no domínio do empreendedorismo? Qual o comportamento e as expectativas dos alunos, ao longo do seu percurso académico e em função do seu género, perfil pessoal e familiar, estatuto, área científica, perante o empreendedorismo e a sua aplicação/inserção na vida profissional? Qual o papel e a recetividade dos concursos de ideias, nomeadamente do Poliempreende e que impacto revelam no desenvolvimento regional e na criação de novas empresas por jovens altamente qualificados?
A presente investigação, que abrangeu mais de 6500 alunos do Ensino Superior, de cariz politécnico, numa dimensão geográfica compreendendo Portugal continental, para além de contribuir para o desvendar de muitas das interrogações previamente elaboradas, permitiu, igualmente, pensar, repensar e elaborar políticas e estratégicas de "educação do empreendedorismo", focadas essencialmente na realidade e contextos presentes e, de forma integrada e precisa, empreender numa proposta de "Agenda do Empreendedorismo para o Ensino Superior".

Em época de crise ouve-se com frequência a palavra "empreendedorismo" e a expressão "jovens licenciados desempregados". Este estudo, muito pertinente, mostra que, de facto, os jovens portugueses são empreendedores pois há um número significativo que se sente capaz que criar a própria empresa e que já possui ideias concretas para a criação de um negócio. Mas estas são apenas breves conclusões, os resultados do estudo são, obviamente, muito mais detalhados.
Com efeito, ao longo deste livro pode recolher informação sobre os resultados sobre o empreendedorismo e o programa Poliemprende; o auto conceito e o empreendedorismo; os traços de personalidade e os motivos empresariais; as influências e os apoios empresariais percepcionados pelos estudantes e as tipologias de empresários nos estudantes (este último ponto divide-se em: estudantes idealistas, estudantes cépticos, estudantes estabelecidos na vida e estudantes desiludidos).
De destacar também os prefácios de Rui Azinhais Nabeiro e João Sobrinho Teixeira.

02 outubro 2011

DUSTIN, O COM-ABRIGO

Autores: STEVE KELLEY & JEFF PARKER
Editora: BIZÂNCIO

Numa idade em que muitos jovens se preparam para dar início à sua carreira, Dustin Kudlick vive ainda com os pais e a irmã mais nova. Aos 23 anos, é solteiro, desempregado, e… qual é o problema? Dustin aguarda que um dos seus múltiplos talentos naturais se revele lucrativo. Será a stand-up comedy? Leva-lo-á a sua destreza ainda-não-concretizada no golfe até ao circuito profissional? Ou, quem sabe, bastar-lhe-á patentear uma das suas invenções e esperar que os direitos comecem a pingar? Entretanto, Dustin é encaminhado para trabalhos temporários na Turbo Temps, uma agência de emprego dirigida por Simone Fontenot, uma empresária que gosta de ter Dustin por perto, fundamentalmente, para o usar como saco de boxe para o seu humor ácido. Talvez um dia Dustin cresça. Até que esse dia chegue, porém, Dustin é uma excelente razão para continuarmos a rir com as suas aventuras!

Um jovem licenciado sem emprego que precisa de ser sustentado pela família é uma situação que, infelizmente, está presente em muitos lares. Muitos chegam mesmo a entrar em depressão, mas não é o caso do Dustin! A vida dele praticamente resume-se a mover-se do sofá para a cama e da cama para o sofá ou a andar de emprego temporário em emprego temporário (este temporário por vezes são apenas algumas horas!). E ele não está preocupado com isso! Já o pai não acha tanta piada embora a mãe relativize o problema.
Uma BD muito divertida, com boas ilustrações, com muito sarcasmo à mistura e com o retrato de uma família que provavelmente não será tão incomum quanto parece!
Este é o volume I de DUSTIN – O COM ABRIGO!

Pode comprar a BD aqui!

30 setembro 2011

O SEGREDO DE BARCARROTA

Autor: SÉRGIO LUÍS DE CARVALHO
Vila de Barcarrota, Espanha, ano de 1992.
No decurso de obras numa casa antiga do centro da vila, o pedreiro António Perez descobre um estranho espólio escondido no interior de uma parede. E, então, um segredo ressurge do passado. Um segredo com memórias que, finalmente, vêem à luz do dia após quase quinhentos anos de silêncio. Um segredo que revela o terror da inquisição e os temores das comunidades cripto-judaicas da raia luso-castelhana. Um segredo repleto de medos e cumplicidades entre os dois lados da fronteira. Que espólio é esse que transformou a pacatez de Barcarrota para sempre? 

Autor de uma bibliografia extensa, Sérgio Luís de Carvalho apresenta mais um romance histórico com todos os condimentos: personagens (reais) muito bem retratadas e enquadradas com o seu meio ambiente/época; um mistério envolvente; um argumento bem delineado, repleto de factos e acontecimentos.
Através de uma narrativa engenhosa o autor consegue transportar o leitor para a Barcarrota do século XVI e leva-o a sentir o terror da Inquisição através de uma estrondosa descrição do ambiente, sempre com os níveis de tensão e suspense no máximo.
Com o SEGREDO DE BARCARROTA, Sérgio Luís de Carvalho prova, mais uma vez ser, um criador muito experimentado no romance histórico e, particularmente, no romance medieval. No Cita-Livros vamos ficar a aguardar ansiosamente o seu próximo título.

Pode comprar o livro aqui!

27 setembro 2011

TECNOHOSPITAL [46]

Revista: TECNOHOSPITAL
Número: 46

A TECNOHOSPITAL é uma revista de engenharia e gestão da saúde.
Nesta edição há um dossier sobre energias renováveis e eficiência energética onde pode ler sobre: a importância da monitorização energética no sector da saúde; a minigeração de energia em Portugal (o que é, como funciona, critérios de implantação, requisitos para ser produtor, entre outros); a utização de sistemas solares térmicos nos hospitais (que por serem muito diferentes dos usados nas habitações devem ser pensados para cada projecto) e, ainda, as energias renováveis sem Silício - o desafio visto de uma nova perspectiva.
A grande entrevista foi feita a Torres Farinha, doutorado em Engenharia Mecânica, membro de várias associações e autor de dois livros.
Fique ainda a par dos novos produtos e futuros eventos na área.

Pode assinar a TecnoHospital aqui!

INDÚSTRIA E AMBIENTE [69]

Número: 69

Numa edição largamente dedicada às cidades como territórios sustentáveis aborda-se o metabolismo urbano na análise de processos de transformação das cidades; o funcionamento das redes de transporte público "(...) há três aspectos que devem ser avaliados e que, dum modo geral, não tem acontecido em Portugal: a questão da articulação entre urbanismo e transporte; a questão da inovação tecnológica e a questão institucional das autoridades responsáveis de transporte"; os novos estilos de vida em cidades sustentáveis e, ainda, as cidades sustentáveis vistas como o garante do nosso futuro. Além disso, é apresentado o Planit Valley - a cidade do futuro, que consiste num laboratório vivo "onde peças de um puzzle que cada empresa representa se encaixam no puzzle completo. Podemos demonstrar como é que cada tecnologia funciona numa integração completa da solução, tendo em conta as necessidades locais e o desenvolvimento que o mercado irá potenciar".
Nesta INDÚSTRIA E AMBIENTE foi revelado um estudo que se propôs a aferir em que termos a frequência e o tipo de exposição aos órgãos de comunicação social influenciam os cidadãos nas suas atitudes ambientais, mais concretamente na participação cívica e uso eficiente da água.
Os resíduos municipais também são objecto de análise nesta edição, nomeadamente, a reciclagem de óleos alimentares usados e a gestão de resíduos sólidos urbanos.

Pode assinar a revista aqui!

26 setembro 2011

CITY MARKETING

Autores: ANTÓNIO AZEVEDO, DUARTE MAGALHÃES, JOAQUIM PEREIRA

É no seio das pessoas que encontramos a importância da integração do marketing no novo modelo de gestão urbana.
No marketing, ninguém começa com a pergunta:
“O que é que nós queremos?”
Começa-se sim com:
“ O que é que o outro lado deseja? Quais são os seus valores? Os seus objectivos? As suas necessidades? O que é que considera serem resultados?”.
É, portanto, para nós crucial que com este livro possamos aumentar o nível de conhecimento e participação de todos os cidadãos neste domínio e daí esta obra ser para eles também dirigida.
Para todos registamos, neste livro, novas tendências, novos caminhos que aglutinam o capital intelectual a inovação e criatividade local e global, para que em uníssono potenciem um novo modelo de gestão urbana que nos implique a todos a olhar para as cidades e lugares com outros olhos, os olhos do século XXI. (Os autores)

Em época de crise é necessário captar públicos e investidores, assim, este livro assume-se como uma forma de renovar a concepção das cidades e torná-las mais sustentáveis e atractivas.
No livro é feita uma abordagem à gestão pública e ao BSC (balanced scorecard) que é "uma ferramenta de gestão estratégica e de alinhamento organizacional que acompanha todas as fases do ciclo de gestão das organizações". É também possível visualizar um Mapa de Actividades para o Desenvolvimento Sustentável, para o qual cada cidade, cada território deverá encontrar os próprios indicadores. Posto isto, é apresentado o marketing mix para a cidade e dado a conhecer como pode ser feito o plano de marketing estratégico da cidade nas diferentes fases. Há ainda referência à criação da marca da cidade.
Após a vasta bibliografia consultada pelos autores é possível ler testemunhos de quem vê o citymarketing como uma mais-valia para as cidades.
Fica uma citação interessante: "Entender, assumir e adoptar o marketing como decisão estratégica, de modo integrado e sistemático, numa clara orientação para o mercado, permitirá aumentar a competitividade e atrair as escassas fontes de riqueza".

Pode comprar o livro aqui!

22 setembro 2011

O CHAPÉU DE VERMEER

Autor: TIMOTHY BROOK
Editora: GRADIVA

Num quadro de Vermeer, um militar fala com uma rapariga que ri. Num outro, uma jovem pesa moedas de prata junto a uma janela. Num terceiro, frutos caem de uma taça de porcelana sobre um tapete turco.
As imagens de Vermeer assombram-nos com a sua beleza e o seu mistério. Que histórias se escondem por detrás destes instantes captados de uma forma tão subtil e tão bela? Através destas imagens íntimas, Timothy Brook revela-nos a rápida expansão do mundo do século XVII, desde os caçadores de castores do Canadá e as minas de prata das Américas até à própria Delft e aos mares da China.

A ideia de escrever o livro resultou da experiência do autor leccionar um curso de História Mundial na Universidade de Stanford e na Universidade de Toronto.
Ao longo do livro o leitor vê-se transportado para "dentro" dos quadros. Timothy Brook descreve as vivências de Vermeer enquanto este pintou os quadros, abordando assim o acto de pintar  e, ainda, a atmosfera social e cultural da época. Como não poderia deixar de ser, também dá a conhecer a história do chapéu de Vermeer e muitos factos da vida do pintor.
Um livro riquíssimo, que não deve ficar apenas nas mãos dos amantes de Vermeer e das artes, pois esta obra é muito mais do que isso.

Pode comprar este livro aqui!

19 setembro 2011

TEMPOS DE ESPERANÇA

Autor: PEDRO BELTRÃO

Um romance histórico que se passa durante as Invasões Francesas e tem por protagonistas dois irmãos separados pelo mar e pela guerra. Enquanto João parte com a Corte de D. João VI para o Brasil e aí se torna oficial da Marinha (e um grande namoradeiro), Inácio abraça a causa de Napoleão e fica em Portugal, combatendo ao lado dos Franceses. A paixão por uma prima fá-lo, porém, mudar de ideias e acabar por se tornar espião ao serviço de Portugal. Muito rigoroso na descrição da estratégia militar e das batalhas das Invasões Francesas, este romance é simultaneamente realista e romântico e constitui uma narrativa aliciante dos dez anos que decorrem até ao reencontro dos irmãos.

Cativante, pormenorizado, inteligente.
O livro divide-se entre capítulos alternados sobre a vida de João que rumou ao Brasil com os pais e a irmã e Inácio que ficou sozinho em Portugal. Desta foram podemos acompanhar um pouco da história da nossa nação e as histórias de cada um dos personagens, entre 1807 e 1817.
Um livro denso, mas que nunca se torna aborrecido, muito pelo contrário! Com imensas personagens, factos e locais à mistura o livro eleva o interesse do leitor.

Pode comprar o livro aqui!

17 setembro 2011

COMPETÊNCIAS DO PROFESSOR

Autora: ELZA MESQUITA
Editora: SÍLABO

Nesta obra a autora problematiza a docência a partir da consideração do conceito de profissão, da natureza do ensino e das dimensões constituti­vas do profissionalismo docente, com evidentes reflexos na elaboração de um referencial de competências profissionais a desenvolver na formação inicial. Desta problematização emergem os saberes docentes (disciplinas, programas e materiais, mas também organização e gestão da classe, características dos aprendentes, didática específica e contexto em que se desenvolve o processo ensino-aprendizagem), mas destaca-se sobretudo o saber fazer do professor.
Apesar de parecer uma profissão a que qualquer leigo acederia com facilidade, a docência é uma ocupação profissional que se desenvolve como ciência prática e exige formação profissional. Ela diferencia-se de outras comunidades de práticos pelo conhecimento profissional especí­fico, que incorpora um conjunto de valores, preferências e normas que servem aos professores para interpretar as situações práticas, formular objetivos e orientações para a ação e determinar o que constitui uma con­duta profissional aceitável.
Elza Mesquita procura os elementos que devem integrar uma definição de competência docente, começando pela situação a tratar, a colocação em ação de recursos (cognitivos, afetivos, sociais, contextuais,...), a mobilização de capacidades e a ativação de habilidades, sabendo que os conteúdos disciplinares alimentam as habili­dades e as capacidades e facilitam ou inibem a competência colocada em ação.

O livro divide-se em três capítulos essenciais, o primeiro foca-se na profissão de docente, competência e formação, o segundo capítulo (que considero particularmente interessante) debruça-se na formação inicial de professores "para perceber as suas finalidades, quem pode qualificar profissionalmente um sujeito que queria vir a ser professor, como se realiza essa formação em Portugal em termos de organização e estruturação, que fragilidades formativas foram percecionadas..." e o terceiro centra-se nas concepções dos professores, ou seja, as representações da profissão docente, as representações sobre a formação inicial de professores e as representações sobre as competências necessárias ao exercício profissional.
Com rigor científico, Elza Mesquita realizou um trabalho completo e pertinente que nos ajuda e entender melhor todo o processo de formação do professor e, claro, consequentemente a perceber quais são as "Competências do Professor"!